20/11/2019

Cofen e Capes anunciam edital de Mestrado Profissional em Enfermagem

Edital será lançado no dia 29 de novembro

O maior programa de apoio ao mestrado profissional do Brasil é uma parceria do Cofen e Capes que visa a formação de 500 profissionais em cinco anos.

O presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes/MEC), Anderson Correia, juntamente com o enfermeiro Davi Lopes Neto, pró-reitor da UFAM e integrante da comissão de pós-graduação stricto sensu do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), anunciaram que o edital 2 do Mestrado Profissional em Enfermagem Capes/Cofen (Profen) será lançado no dia 29 de novembro.

O anúncio aconteceu na abertura do Encontro Capes com Amazônia Legal, realizado na Universidade Federal do Amazonas (UFAM), em Manaus. Correia destacou a necessidade de combater as assimetrias regionais no campo da pesquisa e apresentou diversas iniciativas, como a assinatura de acordo de intenções com os reitores da Região Norte para implementar programa voltado ao desenvolvimento da pós-graduação, e a liberação da segunda parcela do Programa Nacional de Cooperação Acadêmica na Amazônia (Procad Amazônia).

O Profen Capes/Cofen tem a finalidade de apoiar financeiramente programas de pós-graduação da área de Enfermagem, visando propiciar a formação de enfermeiros altamente especializados, a cooperação técnico-científica e o desenvolvimento de pesquisa científica e tecnológica, com foco na Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE) e na Gestão em Enfermagem, nova área contemplada no segundo edital.

“Há uma real demanda reprimida de enfermeiros assistenciais existentes no mercado de trabalho e de programas de pós-graduação na Amazônia Legal”, afirmou Davi Lopes Neto, que representou o presidente do Cofen, Manoel Neri, no evento. “O investimento de conselho profissional em capacitação, por meio do diálogo e parceria com a Capes, é uma proposta inovadora, que já resulta em produtos com aplicabilidade na rede de atenção à Saúde”.

No novo edital serão disponibilizadas 180 vagas para seleção de enfermeiros com vínculo empregatício na rede de Saúde municipal, estadual e federal, e nas instituições privadas e filantrópicas que prestem serviços ao SUS.

Descentralização – Outra novidade do segundo edital será a inserção da modalidade de vagas “fora de sede” para seleção de enfermeiros nas regiões prioritárias nos estados que compõem a Amazônia Legal (Acre, Amazonas, Amapá, Rondônia, Roraima, Pará, Tocantins, Mato Grosso e Maranhão). Essa modalidade, refere-se às turmas de mestrado profissional, que devem ser conduzidas por uma instituição promotora com programa de pós-graduação stricto sensu em Enfermagem, avaliado pela CAPES, em uma instituição distinta daquela a qual o programa promotor pertence, nas regiões prioritárias.

Fonte: Ascom - Cofen