02/06/2016

Cofen participa do Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde

Congresso teve início nesta quarta-feira com extensa programação sobre o SUS

Com intuito de trocar experiências e subsidiar discussões entre profissionais de enfermagem e gestores do SUS, o Cofen participa do XXXII Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde, promovido pelo Conasems, que acontece no centro de eventos do Ceará, na cidade de Fortaleza, no período de 01 a 04 de junho.

O Sistema Único de Saúde é foco do debate entre os mais de 5500 participantes do congresso, em pauta estão assuntos que vão da assistência à saúde ao enfrentamento do Aedes aegypti, passando pela saúde indígena e pela Política Nacional de Atenção Básica. O evento traz como tema central “Municípios Brasileiros – Acreditamos, fazemos e temos propostas”. O congresso contará ainda com 15 seminários, 3 cursos e 3 oficinas, além de 3 grandes mesas.

O Cofen é apoiador do congresso e participa da feira de exposição com estande próprio, divulgando a posição contrária da entidade contra a formação de profissionais de enfermagem por ensino a distância.

Cofen

O presidente do Cofen, Manoel Neri, que participa do evento, destacou a importância do diálogo com os gestores do SUS. “Apoiamos a mobilização dos gestores municipais na defesa do Sistema Único de Saúde, na garantia de direitos sociais, como saúde de acesso universal, na defesa universalidade, integralidade e igualdade do acesso da população às ações e serviços de saúde”, destacou Neri.

Como ação direta o Cofen está entregando aos gestores do SUS a edição especial da Revista Enfermagem em Foco, que traz o Perfil da Enfermagem no Brasil. O ministro da Saúde Ricardo Barros visitou o estande do Cofen e recebeu o exemplar da revista.

Durante a reunião ordinária do Conselho Nacional de Saúde, que acontece no Congresso, a representante do Cofen no CNS, enfermeira Ivone Martini, falou sobre o ensino à distância em enfermagem e pediu ao Ministro da Saúde apoio para aprovação do Projeto de Lei 2891/2015 de autoria do deputado federal Orlando Silva (PCdoB/SP) que proíbe a formação de enfermeiros e técnicos de Enfermagem na modalidade EaD.

Enfermagem e o Conasems – O Cofen e o Conasems atuam de forma articulada em pautas comuns que contribuem para a melhoria do SUS e da Saúde Coletiva no Brasil. A direção do Conasems já se manifestou contra a formação EaD de profissionais de Enfermagem. O Cofen apoiou a ampliação da presença de técnicos de Enfermagem no Programa Saúde da Família, proposta pelo Conasems, e defende, ainda, a ampliação do número mínimo de enfermeiros na equipe do PSF de um para dois, tendo em vista que o enfermeiro é responsável pela coordenação da equipe e a assistência direta à população.

 

 

Fonte: Ascom - Cofen