04/04/2017

Cofen realiza Seminário sobre Práticas Avançadas

Enfermagem de Prática Avançada aumenta a resolutividade da atenção básica

Conselheira federal Nádia Ramalho apresentou panorama internacional das práticas avançadas

O Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) realizou, nesta terça-feira (4/3), Seminário sobre Práticas Avançadas, no auditório da Escola de Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), em Natal/RN. O evento é uma promoção da Comissão de Práticas Avançadas do Cofen com apoio do Coren-RN.

“A implementação das Práticas Avançadas em Enfermagem tem grande potencial de impacto positivo no acesso e cobertura universal da atenção básica à saúde no Brasil”, afirmou o presidente do Cofen, Manoel Neri, em discurso na abertura do evento, que contou com a participação da presidente do Coren-RN, Suerda Menezes, do coordenador da Comissão de Práticas Avançadas do Cofen, Carlos Leonardo e da chefe do Departamento de Enfermagem da UFRN, Hylarina Montenegro.

O seminário teve participação da conselheira federal Nádia Ramalho que, juntamente com a enfermeira Elisabete Paz, apresentou panorama internacional das práticas avançadas, já adotadas em grande parte dos países desenvolvidos.

Para Suerda Menezes, é desafiadora a discussão das práticas avançadas em Enfermagem, considerando as fragilidades que a profissão enfrenta no que confere às vulnerabilidades locais. “Hoje não conseguimos de forma exequível mensurar o resultado do trabalho da Enfermagem, principalmente, na atenção básica”, destacou.

O evento prosseguiu com discussões sobre as potencialidades de implementação no Brasil e debates, seguido pela apresentação da proposta da pesquisa “Práticas Avançadas de Enfermagem no Contexto da Atenção Primária”.

A Organização Panamericana de Saúde (OPAS/OMS) iniciou, em 2105, as discussões sobre a implementação da Enfermagem de Prática Avançada no Brasil, voltada para a atenção primária à saúde (APS). O objetivo é aumentar o escopo de práticas e a resolutividade do enfermeiro, desenvolvendo e aprofundando o trabalho inter-profissional.

O Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde (Conasems) também já sinalizou apoio à proposta, que aumenta a resolutividade das equipes de saúde e a qualidade do atendimento à população. Para o presidente do Cofen, esta discussão precisa ser retomada com brevidade com o Ministério da Saúde/OPAS, envolvendo também outros atores, como a ABEN, FNE, CONASS e CONASEMS, visando a discussão de políticas públicas para tornar a Enfermagem de Práticas Avançadas uma realidade. “Esta é uma importante proposta da Enfermagem para ajudar a superar a grave crise da saúde que afeta o nosso país”, destacou Neri.

Fonte: Ascom - Cofen