01/07/2011

Conselho Regional reúne a categoria no Encontro da Enfermagem Brasiliense

Encontro representa a união de forças, o fortalecimento de laços fraternos e profissionais e, principalmente, a articulação de pessoas em busca de um mesmo objetivo. E foi exatamente essa a missão do Conselho Regional de Enfermagem do Distrito Federal (Coren-DF) ao promover o Encontro da Enfermagem Brasiliense, evento anual realizado especialmente para os enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem da capital federal.

Encontro representa a união de forças, o fortalecimento de laços fraternos e profissionais e, principalmente, a articulação de pessoas em busca de um mesmo objetivo. E foi exatamente essa a missão do Conselho Regional de Enfermagem do Distrito Federal (Coren-DF) ao promover o Encontro da Enfermagem Brasiliense, evento anual realizado especialmente para os enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem da capital federal.



A abertura do encontro, que discutiu assuntos com base no tema “Enfermagem do Futuro”, contou com a presença de autoridades políticas e da saúde do país, conselheiros e funcionários do Sistema Cofen/Coren-DF além, claro, da participação de profissionais da categoria.




De acordo com a presidente do Coren-DF, Dra. Eloiza Sales Correia, a enfermagem é numerosa, mas precisa, emergencialmente, ser forte e lutar como leão pelos seus interesses. “É por isso que a política da atual gestão do Coren-DF tem como objetivo principal a valorização da dignidade dos profissionais de enfermagem, além das finalidades de fiscalizar, normatizar e disciplinar a profissão. “Apenas o profissional que realmente sente-se valorizado pode contribuir com o crescimento qualificado da enfermagem”, afirmou.



A presidente falou também sobre as principais realizações do Coren-DF pensando nos mais de 28 mil inscritos, entre elas, os convênios com instituições de ensino, de saúde e entidades como MPDFT e Vigilância Sanitária. Citou ainda a publicação das primeiras edições da revista institucional, o site do Coren-DF atualizado periodicamente, a implantação da ouvidoria, da Câmara Técnica e do Coren 24horas, assim como a realização de eventos para a troca de experiências e conhecimentos entre os profissionais.


 



Dra. Eloiza Sales Correia finalizou seu discurso ressaltando a luta do Conselho para a elaboração dos protocolos de enfermagem pela Secretaria de Estado de Saúde do DF (SES-DF) e agradecendo a todos que trabalharam pelo sucesso do encontro. “Por fim, ressalto que o Coren-DF está de portas abertas e à disposição para recebê-los, sempre que necessário”, indicou.



O conselheiro Federal, Dr. Antônio José Coutinho, que representou o presidente do Cofen, Dr. Manoel Carlos Neri da Silva, na mesa de abertura, avaliou a importância do encontro para a reflexão sobre assuntos da enfermagem. “É também uma forma de confraternização entre os profissionais que, muitas vezes, não têm tempo para dedicar-se a outros aspectos da vida exceto o trabalho”, disse. “Quero também parabenizar o Coren-DF pela iniciativa e pelo trabalho que vem sendo realizado com tamanha determinação e envolvimento, realmente, tem gerado resultados admiráveis”, parabenizou.



O gerente de enfermagem da SES-DF, Dr. Márcio da Mata, representou o secretário de Saúde do DF, Dr. Rafael Barbosa; e o secretário-adjunto, Dr. Fernando Miziara. “É essencial que, hoje, comecemos a pensar na enfermagem que estamos construindo, no processo de trabalho e nas nossas ações realizadas diariamente. A enfermagem do futuro é, na verdade, a enfermagem do presente, que deve ser exercida com ética e responsabilidade”, afirmou.



A presidente do Sindicato dos Enfermeiros do DF (SEDF), Dra. Fátima Lemes, parabenizou a equipe do Coren-DF pela constante preocupação e dedicação ao fortalecimento da enfermagem e de seus profissionais. “A enfermagem é uma profissão destaque porque cuida de vidas, o que faz dela essencial para a sociedade e para o mundo”, discursou.



Com o tema “Enfermagem do Futuro”, o Encontro da Enfermagem Brasiliense discutiu projetos de Leis da enfermagem brasileira, anotações de enfermagem e prontuário do paciente, erro humano e segurança do paciente e liderança em equipe.



A abertura do evento contou com a banda de música da Política Militar do Distrito Federal (PMDF) para a execução do hino nacional e com a performance do menestrel Moacir Reis, baseada em texto de William Shakespeare.