09/07/2018

Coren-MT cria Câmara Técnica de Educação

Câmara atuará na luta contra o EaD na Enfermagem como instrumento de consulta, pesquisa e assessoramento

511ª reunião plenária ocorrida na última semana

O Conselho Regional de Enfermagem do Mato Grosso (Coren-MT) instituiu em sua estrutura a Câmara Técnica de Ensino em Enfermagem. O foco principal é fomentar as reflexões sobre qualidade de ensino em Enfermagem, o que inclui a política contrária à oferta da educação a distância nos níveis técnico e superior.  A criação deste órgão consultivo foi aprovada em sua 511ª reunião plenária, ocorrida na última semana.

A câmara técnica atua como instrumento de consulta, pesquisa e assessoramento. Seu objetivo é atender a demandas dos profissionais e da sociedade em geral, tendo como pressuposto a legislação, o Código de Ética e as normas técnicas referentes à profissão, além de prestar assessoria ao plenário, à diretoria, à fiscalização e ao Tribunal de Ética.

A equipe irá produzir estudos sobre educação, sendo responsável pela emissão de pareceres e pelo fomento à discussão sobre ensino em Enfermagem perante os poderes constituídos, marcando presença em espaços de diálogo com a sociedade, como a Assembleia Legislativa do Mato Grosso e a Câmara Municipal de Cuiabá.

Segundo o presidente do Coren-MT, Antônio César Ribeiro, a iniciativa demonstra o interesse do conselho em acompanhar de perto a rápida expansão das escolas no estado. Uma das metas é influenciar nas autorizações para a abertura de novos cursos e nas avaliações dos já existentes. “É de grande importância esta câmara, sobretudo no momento que vivemos, diante do desenvolvimento desenfreado do EaD e da piora generalizada na qualidade do ensino”, explicou.

De acordo com Ribeiro, um dos objetivos é coibir casos como os que tem sido registrados na educação superior de Enfermagem em Cuiabá, em que cursos de graduação são declarados presenciais, porém têm 30% da carga horária realizada online.

O próximo passo será a definição dos cinco membros que comporão a câmara. Uma vaga será disponibilizada para o Conselho Estadual de Educação ou para a Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia. As demais serão ocupadas pela Associação Brasileira de Enfermagem (Aben-MT) e por representantes de escolas de formação superior e técnica em Enfermagem, indicados por seus pares.

Em seu histórico, o Coren-MT já possuiu uma câmara técnica voltada ao ensino, que participou de deliberações em torno da abertura de novos cursos. Atualmente, tem em sua estrutura, já em atividade, a Câmara Técnica de Saúde da Mulher.

Fonte: Coren-MT