11/08/2017

Coren-RO adota medidas judicais por persistência de irregularidades em hospital

Hospital de Urgência e Emergência Regional de Cacoal (Heuro) descumpriu prazos para sanar irregularidades detectadas em ação da Força Nacional de Fiscalização e do Coren-RO

O Conselho Regional de Enfermagem de Rondônia (Coren-RO) adotou medidas judiciais frente à persistência de irregularidades Hospital de Urgência e Emergência Regional de Cacoal (Heuro), detectadas em ação do Coren-RO e da Força Nacional de Fiscalização.

O Departamento de Fiscalização do Coren-RO constatou que a situação do Hospital Regional tem se agravado nos últimos meses, uma vez que os profissionais exonerados, em licenças e realocados não foram substituídos. A clínica ortopédica e a clínica cirúrgica não contam com enfermeiros 24 horas e os técnicos de Enfermagem acabam assumindo a assistência a pacientes graves, situação que confronta a Lei 7498/86.

As instituições são notificadas sobre as irregularidades detectadas e recebem um prazo para uma adequação, que varia de imediato a 180 dias. Após decorrido o prazos  os hospitais passam por nova inspeção e, se a instituição permanecer com a mesma irregularidade,  são adotadas medidas judiciais. A intenção é exigir que o gestor resolva o problema do quadro de profissionais para não prejudicar o atendimento ao público e nem sobrecarregar os profissionais.

Fonte: Ascom - Cofen e Coren-RO