11/05/2017

Busca por reconhecimento é destaque da Semana da Enfermagem no Coren-SP

“O encanto da vida está em remar e não em reclamar”, diz Leandro Karnal no lançamento da Semana da Enfermagem

Presidente do Coren-SP abriu a Semana da Enfermagem

O lançamento da Semana da Enfermagem 2017, promovida pelo Coren-SP, trouxe muita reflexão e motivação para os centenas de profissionais presentes no evento, nesta quarta-feira (10/5), na capital. A presidente do Coren-SP, Fabíola Campos, conduziu a abertura oficial e, em seguida, o idealizador da ONG Canto Cidadão, Felipe Mello, e o historiador e filósofo Leandro Karnal realizaram palestras motivacionais.

O tema da Semana da Enfermagem deste ano é “Enfermagem na Linha de Frente Transformando o Cuidado” e, com base nele, o Coren-SP lançou a campanha ‘A Enfermagem Faz Parte da Vida”, visando mostrar à sociedade o quão essenciais os profissionais da categoria são em todas as fases, desde o nascimento até os últimos momentos.

A busca pela valorização e reconhecimento pautou os discursos do evento. “Nosso diferencial como profissionais é o compromisso com o outro. Estamos presentes em todas as fases da vida das pessoas. Mas será que somos reconhecidos? Precisamos lutar pela nossa valorização e, para isso, é importante valorizarmos a nós mesmos e as nossas equipes”, afirmou a presidente do Coren-SP, Fabíola Campos.

“O encanto da vida está em remar e não em reclamar”, afirmou Leandro Karnal no lançamento da Semana da Enfermagem

Além de Fabíola, a mesa de abertura foi composta por Mauro Antônio Pires, vice-presidente do Coren-SP; Floracy Ribeiro, enfermeira e assessora técnica do gabinete da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo; e Conceição Ohara, presidente da Associação Brasileira de Enfermagem de São Paulo (ABen-SP).

Foram homenageados o enfermeiro Carlos Ramiro do Carmo e a auxiliar de enfermagem aposentada Maria Ribeiro Marques, de 103 anos.

Otimismo X Crise – O historiador, filósofo e professor Leandro Karnal, que ganhou notoriedade internacional com suas palestras reflexivas e motivacionais, abordou a situação de crise que o país atravessa e as formas de enfrentá-la, durante a palestra “A vida que vale a pena ser vivida”. “É preciso ter equilíbrio e ponderação para superar o pessimismo dominante”, disse.

Ele fez um paralelo entre o momento de crise e as dificuldades constantes enfrentadas pelos profissionais de enfermagem.  “Cuidar de um paciente terminal, como faz a enfermagem, exige um grande otimismo. É um gesto de uma beleza quase metafísica, transcendental. A humanidade existe por causa dos otimistas”, disse Karnal, incentivando os participantes a sempre enfrentarem as situações adversas. “O encanto da vida está em remar e não em reclamar”

Para os profissionais de Enfermagem que lidam diariamente com pessoas, Karnal destacou a necessidade de humanização das relações. “Olhem mais no rosto das pessoas. O rosto diz tudo o que vocês precisam saber. Ele é a maior anamnese que existe”.

Ser protagonista – O otimismo também foi a base da exposição de Felipe Mello, diretor-fundador da ONG Canto Cidadão. Ele atua em hospitais levando apresentações artísticas e culturais, para driblar as preocupações dos pacientes e arrancou gargalhadas da plateia com  a palestra “Energia Protagonista”.

Acompanhado de duas “palhaças” muito simpáticas da família Canto Cidadão, ele contou a história de  como largou uma carreira corporativa para fundar a ONG e, em meio a diversos conselhos para os profissionais de enfermagem, indicou o caminho para que se tornem protagonistas de suas próprias vidas. “Protagonizar é se tornar o melhor que podemos ser a partir daquilo que já somos atualmente, levando em conta a nossa situação atual particular”, explicou.

Fonte: Coren - SP