08/01/2022

“Dois anos em sobrecarga”, diz Cofen sobre afastamentos por covid-19

Para os especialistas, o interesse dos hospitais na redução é de natureza econômica.

O conselheiro do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), Daniel Menezes, disse ver com preocupação o pedido feito pela Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp) ao Ministério da Saúde para que se diminua o período de afastamento de profissionais de enfermagem contaminados com a covid-19. Para a entidade de classe, o interesse dos hospitais na redução é de natureza econômica, e não científica.

“A enfermagem está desgastada, estamos há dois anos trabalhando em sobrecarga. E sabemos que o profissional de enfermagem é uma das profissões essenciais, e precisam estar bem para conseguir fazer o atendimento da população”, alertou Daniel, que se diz preocupado por conta da redução do afastamento e das condições de trabalho enfrentadas pela categoria ao longo da pandemia.

O pedido ao Ministério, conforme noticiado pelo jornal Folha de S. Paulo, se deve à recente sobrecarga da rede de saúde privada em decorrência do aumento nos casos da covid-19. A proposta é para que profissionais de enfermagem fiquem menos tempo afastados de modo a garantir a operacionalidade dos hospitais, que precisam da categoria para atender o elevado número de pacientes.

Fonte: Congresso em Foco