10/01/2019

Enfermeiro apresenta primeira defesa do Mestrado profissional Cofen/Capes

Trabalho abordou a implementação de protocolo de banho de leito para pacientes crítico

Standler apresentou o trabalho “Sistematização da Assistência de Enfermagem: Implementação de Protocolo de Banho de Leito para pacientes críticos”

O enfermeiro Glenio Portilho Standler defendeu, nesta manhã (10/01), na Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), no Rio Grande do Sul, a primeira dissertação de programa apoiado pela iniciativa Cofen/Capes que financia a criação e expansão de programas de mestrados profissionais nas universidades brasileiras.

Como foco na Sistematização da Assistência e na Implementação do Processo de Enfermagem, o programa vai formar 500 profissionais ao longo de quatro anos, por meio de financiamento a programas de mestrado nas universidades selecionadas pela Capes. O convênio com o Cofen inaugurou “uma nova etapa de relacionamento da Capes com os órgãos de fiscalização profissional”, na avaliação da Capes.

A boa formação é essencial para a qualidade da assistência e valorização da Enfermagem. Com o mestrado, buscamos reduzir o descompasso entre a mão-de-obra qualificada existente e as necessidades da Saúde Coletiva, fortalecendo o Sistema Único de Saúde (SUS)”, explica o presidente do Cofen, Manoel Neri.

Standler apresentou o trabalho “Sistematização da Assistência de Enfermagem: Implementação de Protocolo de Banho de Leito para pacientes críticos”, aprovado por banca composta pelos professores doutores Karin Viegas (orientadora), Priscila Lora, Karina Capobianco, Sandra Leal e Márcio dos Santos.

“Parabenizamos a Unisinos e o novo mestre pela primeira defesa do programa, em apenas 18 meses. O protocolo desenvolvido vai contribuir para a melhoria da assistência”, afirmou o coordenador da Comissão de Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu do Cofen, Joel Mancia.

Fonte: Ascom - Cofen