05/02/2019

Enfermagem marca novo protesto em apoio à servidora afastada após denúncia

O protesto acontecerá quinta-feira, dia 7, às 17h30, em frente ao HGE

Colegas de trabalho da enfermeira protestam em frente à sede da Sesau, em Maceió

A união entre sindicatos e Conselho Regional de Enfermagem de Alagoas (Coren-AL) está ganhando forças. Em apoio a enfermeira afastada do Hospital Geral do Estado de Alagoas (HGE) após denunciar a diretora por assédio moral, a Enfermagem marca o terceiro protesto nesta quinta-feira (7), às 17h30, em frente ao hospital.

Enfermeira há 15 anos, Ruger Correia registrou Boletim de Ocorrência na terça-feira (29) contra a diretora do HGE, acusando-a de assédio moral. Em depoimento, ela relatou que foi humilhada e agredida verbalmente pela chefe na frente de colegas de trabalho e pacientes. Após registro da ocorrência, foi afastada de suas funções pela diretoria do hospital.

Outros protestos já aconteceram, na quarta-feira, dia 30, na porta do HGE e na quinta-feira, dia 31, em frente à Secretaria Estadual de Saúde de Alagoas (Sesau). O movimento também ganha força nas redes sociais.

O Coren-AL, junto aos Sindicatos de Enfermagem de Alagoas, está acompanhado o caso de perto, dando apoio à vítima e informa que tomará as providências cabíveis. Também solicitou investigação apurada e que as instituições responsáveis hajam com rigor e, se necessário for punindo os culpados. O conselho também publicou uma nota de repúdio em seu site.

Em nota, a Secretaria de Estado da Saúde, a SESAU, disse que se reuniu com representantes de sindicatos e profissionais ligados à enfermagem, na manhã desta quinta-feira (31). Leia a nota da integra:

Nota de Esclarecimento

A Secretaria de Estado da Saúde informa que se reuniu com representantes de sindicatos e profissionais ligados à enfermagem, na manhã desta quinta-feira (31), para ouvir as reivindicações da categoria. Na oportunidade, foi informado aos presentes que ao tomar conhecimento dos fatos, imediatamente, foi aberto um processo administrativo para apurar a responsabilidade dos envolvidos, garantindo as partes os princípios do contraditório e da ampla defesa. Ressalta ainda que a atual gestão da Sesau prioriza o respeito a todos os servidores que atuam nas unidades de saúde mantidas pelo Estado.

Veja também reportagem do Balanço Geral, da TV Pajuçara, com a versão da enfermeira.

Fonte: TNH1 e Coren-AL - editadas