09/08/2017

Seminário de Fiscalização do Coren-BA discute SAE e dimensionamento

Cleide Mazuela, especialista em Gerenciamento de Enfermagem e coordenadora da Câmara Técnica de Legislação e Normas (CTLN/Cofen), conduziu oficina

Presidente do Coren-BA, Maria Luísa Almeida, abriu o seminário

Mais uma edição do Seminário de Fiscalização começou nesta terça-feira (8/9), reunindo as enfermeiras e enfermeiros fiscais de todas as Subseções do Conselho Regional de Enfermagem da Bahia (Coren-BA), no auditório da Sede do Conselho. A presidente do Coren-BA, Maria Luísa Almeida, abriu o evento que segue até quinta-feira (10). Maria Luísa destacou a importância do enfermeiro fiscal e de como ele se coloca diante da saúde, especialmente, em momentos de crise como a que o Brasil enfrenta hoje. “Nós somos agentes sociais e políticos de transformação e de enfrentamento num momento como este em que o SUS enfrenta um esfacelamento, é nosso papel defender uma atenção de qualidade, inclusiva e democrática e um Sistema de Saúde Universal”, afirmou a presidente.

A programação teve início com dinâmicas de grupo conduzidas pela psicóloga Melissa Coutinho, especialista em Somatic Experiencing (S.E.) e Coaching com PNL. As atividades seguiram com a Oficina de Dimensionamento, promovida pela especialista em Gerenciamento de Enfermagem e coordenadora da Câmara Técnica de Legislação e Normas (CTLN/Cofen), Cleide Mazuela. A oficina abordou a legislação do Dimensionamento de Pessoal, com foco nas alterações trazidas pela Resolução Cofen 543/2017.

Cleide Mazuela (CTLN/Cofen) conduziu oficina sobre Dimensionamento Profissional

A Oficina de Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE) Descomplicada, ministrada pelo doutor em Enfermagem pela USP e diretor do Comitê de Educação e Pesquisa da NANDA Internacional, Marcelo Chanes, deu início à programação desta quarta-feira (9/8). O seminário prossegue até amanhã.

A gerente do Defis, Adirah Queiroz, avalia os temas discutidos no Seminário como de grande importância para o exercício do trabalho fiscalizatório. “As mudanças no dimensionamento discutidas ontem e a Oficina de hoje sobre SAE são assuntos extremamente importantes para nós (fiscais), pois são nesses dois temas que se concentram as principais irregularidades que encontramos nas instituições”, destacou Adirah.

Fonte: Coren - BA