30/04/2019

30h semanais aos profissionais de Enfermagem é aprovada no Pará

Segundo a presidente do Coren-PA, Danielle Rocha, a medida vai beneficiar cerca de 70 mil profissionais

Aprovação beneficiará mais de 70 mil profissionais

Profissionais de Enfermagem que trabalham mais de 30 horas semanais têm maior chance de sofrer com estresse e outras doenças. Preocupados com esse fator de risco, os deputados aprovaram na Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa), durante Sessão Ordinária nesta terça-feira (30), o Projeto de Indicação 7/2019, que estabelece a jornada semanal de 30 horas para enfermeiros e técnicos de Enfermagem que trabalham em todo o território paraense.

A proposição é de autoria do deputado Fábio Freitas, que após  ser procurado pela direção do Conselho Regional de Enfermagem do Pará (Coren-PA), para ser um interlocutor entre a categoria e os poderes Legislativo e Executivo,  ficou sensibilizado com a realidade desgastante dos profissionais e apresentou o projeto, a fim de atender as reivindicações da categoria.

Antônio Marcos, conselheiro federal, ressalta que essa é uma grande conquista para a enfermagem paraense

O conselheiro federal, Antônio Marcos, parabenizou a categoria pela vitória e destaca que essa é uma grande conquista para a Enfermagem do Pará. “Aprovar a redução da jornada resultará em impactos positivos na saúde dos profissionais de Enfermagem. Essa é uma luta antiga da nossa categoria, agora vamos lutar para que tenhamos a aprovação dessa lei em âmbito nacional”, enfatizou Antônio.

Fábio Freitas agradeceu o apoio dos deputados que entenderam a importância desse projeto e votaram a favor, sensibilizando o governo na apreciação. “Eu já conhecia essa realidade e essa solicitação veio para reforçar o nosso apoio e garantir melhores condições de trabalho a esses profissionais, que na maioria das vezes chegam a trabalhar mais de 40 horas e essa situação está prejudicando a saúde de todos eles”, justificou.

Os profissionais de Enfermagem acompanharam as discussões até a votação e ressaltaram a importância da proposta para garantir uma política de carga horária mais justa. Ao todo, segundo a presidente do Coren-PA, Danielle Rocha, a medida vai beneficiar cerca de 70 mil profissionais.

“Sabemos que esse é um passo que a enfermagem está dando para atender a nossa pauta para garantir as 30 horas semanais, mais do esse período é desgastante e a gente sabe que isso é prejudicial à saúde e reflete na qualidade da assistência que é prestada ao usuário”, defendeu Danielle Rocha.

O presidente da Casa de Leis, deputado Daniel Santos, que é médico, se manifestou a favor do projeto. “É um projeto extremamente importante e eu, que sou médico, sei a importância do trabalho ser reconhecido e valorizado. Por isso fiz questão de pedir a prioridade para apreciação desse projeto”, ressaltou o presidente.

A proposta ainda será votada em outros turnos, e após esse trâmite será encaminhada ao governador para sanção.

Fonte: Assembleia Legislativa do Estado do Pará - Editada