31/12/2021

Cofen e Coren-BA lançam formulário de assistência para profissionais de Enfermagem baianos

Conselhos buscam identificar profissionais afetados pelas fortes chuvas e oferecer suporte necessário

Equipe de Resposta Rápida do Cofen e Coren-BA têm mapeado profissionais afetados e prestado assistência individual

Com o objetivo de apoiar os profissionais de Enfermagem que vivem nas áreas do sul da Bahia atingidas pelas fortes chuvas nos últimos dias, o Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) e o Conselho Regional da Bahia (Coren-BA) disponibilizaram formulário de cadastro para que enfermeiros, técnicos e auxiliares afetados sejam identificados, contactados e tenham suas necessidades avaliadas. Se você é profissional de Enfermagem, vive na região e foi acometido pelas enchentes, informe sua situação clicando aqui.

A assistência está sendo prestada pessoalmente pelo Coren-BA e pela Equipe de Resposta Rápida do Cofen, que desde o início da semana se encontra na cidade de Ilhéus, uma das mais atingidas pelo desastre. O grupo tem feito um levantamento das condições da Enfermagem local e promovido ações que garantam a continuidade da assistência à população. A doação de itens como colchões e cestas básicas aos primeiros profissionais identificados já está sendo realizada.

“A Enfermagem desempenha papel fundamental no socorro às vítimas, exercendo uma assistência segura e de qualidade, mesmo em contextos extremamente adversos. Com as nossas ações, buscamos levar acolhimento e dignidade para os muitos profissionais afetados. Quem cuida também precisa de cuidado”, afirmou o conselheiro federal Wilton Patrício, um dos membros da Equipe de Resposta Rápida do Cofen.

Crise hidrológica A Bahia vive a maior crise natural da sua história. Segundo dados da Superintendência de Proteção e Defesa Civil (Sudec), 91.806 pessoas estão desabrigadas ou desalojadas, 151 cidades decretaram situação de emergência e 21 mortes foram confirmadas. Ao todo, 643.068 pessoas foram afetadas pelas enchentes. Segundo informações dos recentes boletins epidemiológicos, foi verificado o aumento da notificação de casos de síndrome gripal e de doenças infecto-parasitárias, possivelmente relacionados ao desastre.

Clique aqui para acessar o formulário.

Fonte: Ascom - Cofen