25/06/2021

Cofen e OPAS fecham parceria para o 2º Laboratório de Inovação em Enfermagem

O edital será lançado em breve e os trabalhos selecionados devem ser apresentados no 24º CBCENF, em 2022

Proposta foi apresentada esta semana para o plenário do Cofen

Na última quarta-feira (23), o plenário do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) conheceu o projeto da 2ª edição do Laboratório de Inovação em Enfermagem, uma parceria com a Organização Pan-Americana da Saúde no Brasil (OPAS/OMS). A apresentação ocorreu durante a Reunião Ordinária de Plenário, em Brasília.

Como na 1ª edição, o objetivo é mapear, sistematizar e divulgar experiências inovadoras produzidas pelos enfermeiros, técnicos, auxiliares e obstetrizes que atuam no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), na área da gestão de serviços, da atenção à saúde da população, da educação e formação profissional.

A iniciativa permitirá ter um panorama das estratégias adotadas pelos profissionais da Enfermagem ao enfrentar os desafios do sistema de Saúde, principalmente neste novo cenário que a pandemia da Covid-19 trouxe para as rotinas de trabalho da categoria.

Nádia Ramalho, da Comissão de Práticas Avançadas do Cofen

Serão consideradas experiências que tratam sobre as condições de trabalho e as capacidades profissionais de Enfermagem, como parte da atenção de um modelo assistencial centrado na pessoa, família e comunidade e nos diferentes níveis de atenção à saúde e das redes integradas de serviços de saúde.

“O edital está sendo produzido e em breve será publicado para que os interessados possam se inscrever. O planejamento é para que os trabalhos selecionados sejam apresentados no 24º Congresso dos Conselhos de Enfermagem (CBCENF), em 2022”, afirmou Nádia Ramalho, da Comissão de Práticas Avançadas do Cofen.

A 1ª edição do laboratório apontou 16 experiências como inovadoras

“Acredito que este 2º Laboratório de Enfermagem proporcionará, mais uma vez, um espaço de compartilhamento de dados, informações e conhecimento de práticas inovadoras na Enfermagem brasileira, que será muito importante para o Ano Internacional dos profissionais da Saúde e da Assistência, declarado pela Organização Mundial da Saúde (OMS)”, destacou Alice Fortunato, consultora nacional da OPAS/OMS – Brasil.

Fonte: Ascom - Cofen