29/07/2022

Cofen participa do Encontro de Auxiliares e Técnicos de Pernambuco

Encontro, promovido pelo Coren-PE, amplia interlocução com os profissionais de nível médio, que representam 80% da Enfermagem brasileira

Evento ressalta o protagonismo de técnicos e auxiliares de Enfermagem

O auditório da Faculdade Católica Imaculada Conceição (FICR) ficou lotado nesta quinta-feira (28), durante a primeira edição do Encontro Pernambucano de Auxiliares e Técnicos de Enfermagem, Epatec. O evento promovido pelo Conselho Regional de Enfermagem de Pernambuco, Coren-PE, teve como tema o “Protagonismo dos auxiliares e técnicos de Enfermagem nos diversos cenários de atenção à saúde” e reuniu profissionais de várias regiões do estado.

Técnico de Enfermagem há 18 anos, Elson José da Silva, 42, integrava um grupo que saiu da cidade de Palmares, na mata sul pernambucana. Antes do início do evento, ele não conseguia esconder a ansiedade. “É um encontro muito importante, pois mostra quais áreas que um auxiliar e um técnico de Enfermagem devem e podem atuar dentro das especializações. Além disso, esse é um momento que a gente consegue atualizar o conhecimento e pode interagir com representantes de outros Conselhos Regionais. Pra gente, que vem do interior e precisa se atualizar, é um evento muito importante, inclusive pra quem, assim como eu, atua na saúde pública e precisa ter conhecimento das possíveis áreas de atuação no setor privado”, destaca.

Quem também guardava muita expectativa sobre o encontro era técnica de Enfermagem Natália Nogueira, 36, que atua na área há 12 anos. “Espero que seja bem produtivo e, pela programação, acho que vai ser. É muito gratificante esse encontro entre auxiliares e técnicos de Enfermagem, algo que a gente não costuma ver muito. Conhecimento é sempre importante pra gente que tá no dia a dia no atendimento humanizado”, ressaltou.

A mesa de abertura foi composta pela presidenta em exercício do Conselho Regional de Enfermagem de Pernambuco, Thaíse Torres, pelos conselheiros Almir Alves, Gabriel Gomes e Ivana Andrade, além do coordenador da Comissão Nacional de Auxiliares e Técnicos de Enfermagem do Conselho Federal de Enfermagem (Conatenf/Cofen) e presidente do Sindicato da Saúde de São Paulo, Jefferson Caproni.

A presidenta do Coren-PE,  Thaíse Torres, destacou a importância do encontro. “Nós esperamos que esse seja o primeiro evento de muitos outros que vamos promover. Pois, cada vez mais a nossa gestão entende que a Enfermagem é uma unidade, que não somente os enfermeiros, mas os técnicos e auxiliares também tem as suas importâncias nas lutas clássicas e em todas as vitórias que nós conquistamos enquanto categoria. Nós queremos cada vez mais endossar a participação de todos e outros eventos, com certeza, serão destinados a esse público”, adiantou.

Ainda durante a mesa de abertura,  Thaíse Torres antecipou uma informação que deixou os profissionais animados. Trata-se do Pós-téc, uma iniciativa do Conselho Federal de Enfermagem, que vai ofertar cursos gratuitos de especialização para os técnicos de Enfermagem que estão regulares, ou seja, com as carteiras profissionais dentro da validade e anuidades quitadas. Apesar do anúncio, o Cofen ainda não definiu o cronograma das atividades, apenas que ação vai funcionar em parceria com os Conselhos Regionais.

O conselheiro do Coren-PE e coordenador do Sistema Educacional Lavoisier, Gabriel Gomes, também ressaltou a importância da troca de experiências entre os profissionais e os impactos disso para a categoria. “É através do conhecimento que a gente vai mostrar o poder que a Enfermagem tem”, destacou para uma plateia composta por profissionais, estudantes e representantes dos Conselhos de Enfermagem do Rio de Janeiro, Paraíba e Alagoas.

Antes do início das atividades, o público foi surpreendido pela animação do grupo Saltos Cia de Dança, que colocou todo mundo dançar ao ritmo do Frevo. A palestra de abertura teve como tema: “Especializações para o técnico de enfermagem: perspectivas e desafios”. A conversa foi comandada pelo o representante do Cofen. Jefferson Caproni, falou sobre sua experiência pessoal, carreira e a importância dos cursos de especialização para a ampliação da área de atuação profissional dos técnicos.

Em seguida, o Coordenador da Comissão Pernambucana de Auxiliares e Técnicos de Enfermagem do Coren-PE, o conselheiro Antônio Carlos Santos, e técnico de enfermagem Ivo Costa, que atua no Samu Recife e ocupa o cargo de presidente do Sindicato dos Servidores da Universidade de Pernambuco (SINDUPE) falaram sobre o “Protagonismo dos auxiliares e técnicos de enfermagem nos diversos cenários de atenção à saúde”. Durante a interação com o público, alguns profissionais presentes compartilharam suas experiências e destacaram a necessidade de união entre as categorias de Enfermagem. O presidente licenciado do Coren-PE, Gilmar Júnior, que também marcou presença durante o momento de debate, destacou como a aprovação do Piso Nacional da Enfermagem vai transformar a vida de auxiliares, técnicos e enfermeiros.

No período da tarde, o público participou da oficina “Boas práticas em reanimação cardiopulmonar”, ministrada pelo técnico de Enfermagem e enfermeiro  Paulo William, especialista em urgência e emergência. O momento teve monitoria do estudante de Enfermagem Valmir Bezerra. A palestra de encerramento do 1o Epatec fez com que os participantes tivessem um novo olhar sobre a necessidade da politização da categoria e como isso pode impactar na valorização da atuação de auxiliares e técnicos. O momento foi comandado pelo conselheiro do Coren-PE, Almir Alves, e pelo técnico de Enfermagem e também enfermeiro Leiton Correia, especialista em Gestão e Saúde e Pública e representante do Coren-RJ.

Fonte: Ascom - Cofen