06/09/2019

Comissão de Saúde Mental do Cofen debate a campanha Setembro Amarelo

Campanha promove ações em todo o País para quebrar o tabu sobre o tema

A Comissão Nacional de Enfermagem em Saúde Mental do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), reunida de 2 a 4 de setembro, debateu sobre os índices de suicídio no Brasil e no mundo. Desde 2015, o Setembro Amarelo é uma campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio. O dia 10 deste mês é o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, mas a campanha acontece durante todo o ano.

Atualmente, o suicídio e a tentativa de suicídio são problemas de Saúde Pública, cercados de mitos e estigmas que, na área de cuidado em saúde, dificultam o acesso e adesão a tratamentos. Alguns fatores de risco podem ser objetos de políticas públicas e intervenções.

“A facilidade de obtenção de medicações “perigosas”, venenos (agrotóxicos), armas, entre outras ferramentas comumente utilizadas para o suicídio e conteúdos inapropriados na mídia, estão associados à prática de suicídio”, destacou a coordenadora da Comissão, Dorisdaia Humerez.

Políticas de controle, sensibilização, classificação indicativas, educativas, veiculação de conteúdos na mídia que falem sobre o perigo de algumas dessas ferramentas e ações de promoção à saúde e qualidade de vida são necessárias, sobretudo em nossa realidade atual. Os números da Organização Mundial da Saúde (OMS) indicam que 79% dos suicídios no mundo ocorrem em países de baixa e média renda, evidenciando a força das condições sociais acerca dessa temática.

Segundo a comissão, por ser considerado um fenômeno complexo, o diálogo com múltiplos campos do saber, com intervenções transdisciplinares é fundamental para a construção de estratégias de prevenção que extrapolem ações individuais e que, de modo imprescindível, considerem o contexto social.

“Dados da OMS apontam que uma tentativa anterior não se caracteriza como o fator de risco mais relevante para o suicídio. Isso pode ser superado com o investimento em políticas de saúde mental inclusivas e abrangentes”, afirma Gustavo Menezes, membro da Comissão.

De acordo com o organismo das Nações Unidas, nove em cada dez suicídios podem ser evitados. E a OMS indica que 32 pessoas se matam por dia no Brasil. No mundo, há uma morte do tipo a cada 40 segundos.

Cofen em ação – Em 2018, o Cofen lançou a campanha digital “Um gesto de cuidado”, com a proposta de falar aos profissionais sobre a depressão e outras doenças da saúde mental, que aflige milhares de pessoas no mundo, e também, milhares de profissionais de diversas áreas, principalmente a área da Saúde. A campanha dialogou com os profissionais de enfermagem sobre a importância da prevenção desses problemas e dos cuidados que devem ter.  Com a Hashtag #UmGestoDeCuidado, foram abordados os principais temas da Saúde Mental e dos transtornos que podem ocorrer com as pessoas.

Fonte: Ascom - Cofen