16/09/2021

Coren-AM debate ações voltadas para o cuidado paliativo

Objetivo do encontro é buscar ações que possam aumentar a porcentagem em cuidados paliativos na região

Presidente do Coren-AM ressaltou a relevância do tema para a melhoria na qualidade da assistência de saúde da população

O Conselho Regional de Enfermagem do Amazonas (Coren-AM) recebeu em sua sede nesta segunda-feira (13), os representantes do Instituto Especializado em Paliativismo e Doenças Raras (IEPDR) para debater ações e projetos voltados para o tema no Amazonas.

O cuidado paliativo consiste na assistência promovida por uma equipe interdisciplinar ou multidisciplinar a pessoas com quadros de incurabilidade, doenças que ameaçam a vida, e baseia-se em princípios que envolvem tanto a questão ética quanto moral.

No encontro, Selma Dantas, a representante do IEPDR, apresentou ao presidente do Coren-AM, Sandro André, alguns dados relacionados aos cuidados paliativos no estado do Amazonas, e destacou a importância de se debater o assunto e fundamentar a prática multidisciplinar.

“Nós sabemos que a enfermagem passa muito tempo com o paciente, e por conta disso nós somos determinantes, nós temos a oportunidade e obrigação de levar a esse paciente a melhor qualidade de vida e melhor assistência para diminuir o sofrimento dele”, destacou Selma.

De acordo com a enfermeira, a região Norte conta apenas com 3% em cuidados paliativos. “Nós somos um estado, que necessita e é carente nesse tipo de assistência. Por isso queremos debater e encontrar soluções para que a Enfermagem compreenda a sua importância no que diz respeito aos cuidados paliativos dos pacientes”, finalizou a profissional.

O presidente do Coren-AM ressaltou a relevância dessa temática para a melhoria na qualidade da assistência de saúde da população e firmou compromisso para que o assunto ganhe mais visibilidade.

“Vamos, em parceria com o instituto, levar esses debates para grandes mesas de discussões da saúde e assim contribuir para que essa porcentagem tão baixa em cuidados paliativos na região Norte possa aumentar, para melhorarmos a assistência de saúde do nosso estado”, declarou Sandro André.

Fonte: Coren - AM