15/05/2019

Coren-MT vai fortalecer Fórum de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos

Parceria em prol da melhoria nos percentuais de notificação está em discussão

Parceria em prol da melhoria nos percentuais de notificação está em discussão

O Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso (Coren-MT) está discutindo uma parceria com o Fórum Matogrossense de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos, no sentido de colaborar para melhorar o percentual de notificações de intoxicação exógena por agrotóxicos no Estado.

O presidente do Coren-MT, Antônio César Ribeiro, participou de reunião sobre o tema com o pesquisador Jackson Barbosa, do Departamento de Saúde Coletiva da UFMT, e a analista do MPT, Leda Maria do Carmo, integrantes do fórum.

Uma das ideias é de que o Coren-MT coordene a capacitação e acompanhe profissionais de enfermagem em unidades de saúde, auxiliando na identificação de sintomas ligados à intoxicação e assim contribuindo para reduzir o alto índice de subnotificações.

Segundo Jackson, ainda que a notificação seja obrigatória, fatores que vão desde a falta de conhecimento dos profissionais de saúde até o cerceamento do diagnóstico por parte dos próprios produtores rurais impedem que a totalidade dos casos seja comunicada ou identificada. Em Mato Grosso, para cada caso notificado, há cerca de 150 que permanecem desconhecidos.

Além disso, a contaminação por agrotóxicos há muito deixou de ser uma questão rural. Segundo o Ministério da Saúde, em dados referentes aos anos de 2014 a 2017, Cuiabá e outros 29 municípios do Estado registraram acima de 27 tipos diferentes de agrotóxicos em suas águas.

Para Barbosa, a parceria com os profissionais de enfermagem é estratégica. “A notificação de intoxicação exógena por agrotóxico é mais do que uma detecção, é uma questão social, trabalhista. É promotora de bem estar social, pois acaba melhorando os dados estatísticos e epidemiológicos, os programas, os serviços, os recursos”, disse ele.

Durante a reunião, o Coren-MT se comprometeu a tomar medidas para fortalecer o movimento em prol da obrigatoriedade das notificações.  O fórum reúne entidades representantes dos poderes, entre elas o Ministério Público do Trabalho, o do Meio Ambiente, universidades e entidades sindicais.

Fonte: Coren-MT