17/01/2023

Coren-RO promove Fórum de Gestão e Respostas a Desastres

Evento discutiu urgência e emergência e as condutas mediante desastres

Régis Georg destacou que o profissional precisa estar em sintonia com os protocolos de urgência e emergência

100 profissionais de Enfermagem puderam participar do 1º Fórum de Gestão e Respostas a Desastres do Conselho Regional de Enfermagem de Rondônia (Coren-RO) realizado nesta terça-feira (17), no auditório do Ministério Público. O evento multidisciplinar, realizado através do Núcleo de Educação Permanente (NEP), contou com o apoio e palestrantes do Comitê de Operações de Emergências em Saúde e Equipe de Respostas Rápida do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) que abordaram diversas temáticas acerca da urgência e emergência, protocolos de atendimentos e condutas relacionadas aos desastres.

Durante a abertura, o secretário-geral do Coren-RO, Régis Georg, destacou que o profissional de Enfermagem precisa estar em sintonia com os protocolos de urgência e emergência, preparado sempre para atuar em situações de catástrofes. “Rondônia é um estado que enfrenta constantemente alagamentos e nunca sabemos quando teremos que atuar nesta ou em outras situações de riscos. Sem dúvidas é uma temática essencial a ser debatida, uma vez que são os profissionais de enfermagem que atua diretamente nessas situações”, disse.

Os palestrantes Eduardo Fernando, Walber Frazão e Silvio José explicaram sobre o comitê e atuação da equipe de respostas rápidas do Sistema Cofen/Conselhos Regionais de Enfermagem. “Proporcionamos aos profissionais de Enfermagem a oportunidade de conhecerem algumas ferramentas de gestão e respostas a desastres, entre eles o protocolo internacional de Sistema de Comando de Incidentes (SCI), uma ferramenta de gerenciamento de incidentes padronizada, que permite a gestão integrada”, salientou o coordenador do comitê do Cofen, Eduardo Fernando.

Programação foi apresentada pelo Comitê de Operações de Emergências em Saúde e Equipe de Resposta Rápida do Cofen

Durante a tarde houve uma simulação de atendimento de múltiplas vítimas que pode ocorrer dentro de uma boate, onde há um princípio de incêndio e várias pessoas tentando sair do local ao mesmo tempo pela saída de emergência, o que neste intervalo de tempo pode ocorrer a inalação de fumaça de monóxido de carbono, podendo a vítima perder a consciência, ter parada respiratória e, posteriormente, parada cardíaca.

Walber Frazão explica que para atender um incidente com múltiplas vítimas foi apresentado o Método Start, que se  trata de uma triagem rápida e simples para atendimento com intuito de salvar um número maior de vítimas em pouco tempo e é usado mundialmente.

Outro exemplo utilizado na mesma simulação foi vítimas queimadas devido ao princípio de incêndio. “A equipe de atendimento pré-hospitalar precisa entender como é o processo de chegada até o local, definir os comandos, o controle, a comunicação, quem irá atender na área quente e o que os profissionais de saúde irão fazer para triar as múltiplas vítimas”, salientou Silvio José.

Atenta ao evento, a enfermeira responsável técnica do município de Itapuã do Oeste, Suelen Rodrigues parabenizou o Coren-RO pela iniciativa do evento e frisou que o curso foi de grande relevância para agregar mais conhecimento em sua vida profissional. “Precisávamos abordar esta temática, tendo em vista que toda equipe de enfermagem deverá estar preparada para as situações adversas que poderão vir a acontecer”, disse.

Para Ana Paula de Souza, gerente da Divisão de Urgência e Emergência do município de Porto Velho, a abordagem do tema é de suma relevância por ser um tema transversal e pouco discutido no estado de Rondônia. “É uma grande oportunidade para todos os profissionais de saúde, sobretudo, os da rede de urgência e emergência, uma vez que propicia a ampliação do conhecimento quanto ao tema desde a prevenção à atuação durante possíveis desastres e catástrofes”, frisou.

A coordenadora do NEP, Mara Bastos, reiterou que é o 1º fórum de muitos que serão proporcionados aos profissionais do Estado. “Nossos eventos são pensados sempre com o objetivo de capacitar o profissional de Enfermagem para que ele possa atuar com competência na vida das pessoas”.

Fonte: Coren-RO