12/09/2020

Dia Mundial da Sepse combate a maior causa de mortes em UTIs

No Brasil, campanha é coordenada pelo ILAS e tem apoio do Cofen

O Dia Mundial da Sepse ocorre no dia 13 de setembro. No Brasil, a campanha é coordenada pelo Instituto Latino Americano da Sepse (ILAS), e tem apoio do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen).

Estima-se que a sepse mate 240 mil pacientes por ano no Brasil, segundo dados do ILAS. A campanha busca conscientizar e chamar a atenção para os riscos da doença, que é a principal causa de mortes nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI), e para as formas de controle, incentivando instituições a adotarem protocolos para o manejo da sepse.

Antes conhecida como septicemia ou infecção generalizada, a sepse envolve um conjunto de manifestações graves. Os profissionais de Enfermagem têm papel fundamental na identificação precoce da doença e atendimento do paciente séptico, por estarem ao lado do paciente e monitorem sinais vitais como temperatura, frequência respiratória e cardíaca.

Em casos suspeitos de sepse, deve ser realizada a coleta imediato de lactato sérico e hemocultura. O antimicrobiano deve ser administrado em até uma hora após o diagnóstico, sendo recomendada também a reposição volêmica precoce nos pacientes com hipotensão. O ILAS recomenda reavaliação periódica ao longo das primeiras seis horas.

Para mais informações sobre a doença e a campanha, acesse o site.

Fonte: Ascom - Cofen, com informações do ILAS