02/03/2021

Enfermagem adere a iniciativa para zerar morte materna por hemorragia

Cofen e Coren-PE participaram de reunião sobre reunião com a OPAS, Ministério da Saúde e Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco, um dos estados-piloto da iniciativa

Reunião ocorreu virtualmente em razão da pandemia de covid-19

O Conselho Federal de Enfermagem e o Coren-PE aderiram à estratégia Zero Morte Materna por Hemorragia em Pernambuco, em reunião virtual com representantes do Ministério da Saúde, Organização Panamericana de Saúde – OPAS e da Secretaria Estadual de Saúde. O presidente do Coren-PE, Gilmar Júnior, também representou o Cofen na reunião, realizada nesta manhã (02.03).

Após um estudo da série histórica de mortalidade materna, o Ministério elencou oito estados prioritários para receber a estratégia, convidados a escrever um plano de ação estadual para o enfrentamento da mortalidade. “O Conselho Federal de Enfermagem é parceiro do Ministério da Saúde na estratégia, pois é inconcebível zerar a mortalidade materna por hemorragia sem a atuação qualificada da Enfermagem”, afirmou o diretor de ações programáticas estratégicas do MS, Antônio Braga.

Para a representante da OPAS, Lely Guzmán, a reunião “traz esperança e vida”, pois a pactuação contribui para diminuir a mortalidade materna por hemorragia em Pernambuco.

“O Cofen e Coren/PE não mediram esforços para garantir a valorização e o empoderamento necessários para que as metas sejam alcançadas”, assegurou Gilmar Júnior. A atuação qualificada da Enfermagem Obstétrica é um dos pilares da Rede Cegonha, que promove a assistência segura e humanizada ao pré-natal, parto e puerpério.

Fonte: Ascom - Cofen