08/08/2022

Enfermeiras defendem pesquisa do mestrado Cofen/Capes em Rondônia

Alunas da UFPR, da turma fora de sede, defenderam suas dissertações na sede do Coren-RO

Parceria entre o Cofen e a Capes/MEC apoia a difusão do mestrado profissional em Enfermagem

Duas enfermeiras do Hospital de Base da cidade de Porto Velho, em Rondônia, atuantes no SUS, defenderam, nesta segunda-feira (08), no auditório do Coren-RO, suas pesquisas do Mestrado Profissional da Universidade Federal do Paraná (UFPR), recebendo o título de Mestres em Prática do Cuidado em Saúde. As alunas fazem parte da segunda turma do acordo Cofen/Capes (parceria UFPR e Coren-RO), em nível nacional, a concluírem a pós-graduação Stricto Sensu.

Na avaliação da coordenadora do Mestrado Profissional em Enfermagem da UFPR, Letícia Pontes, a pesquisa desenvolvida pela enfermeira Renata Luz, que produziu em sua pesquisa uma série de vídeos em animação 2D, promoverá mudança na prática clínica, por meio de um novo método para a educação em saúde.

“A incorporação desta tecnologia, nos serviços de saúde que assistem crianças submetidas a cirurgias, integra a família/cuidador nos cuidados pré e pós operatório pediátrico, promovendo segurança do paciente, prevenção de agravos e melhor recuperação da saúde de crianças submetidas a procedimentos cirúrgicos. Tem potencial para influenciar positivamente na redução de complicações nos períodos peri e pós-operatório e, consequentemente, no período de internação e nos custos para o sistema de saúde. De abrangência local, pode ser replicável para outros cenários, outras populações cirúrgicas ou especialidades”, enfatizou.

“Os mestrados profissionais estão proporcionando cada vez mais a aproximação da prática profissional com a Academia. Um dos exemplos foi o desenvolvimento de um protocolo de cuidados aos pacientes queimados. De uma necessidade de prática identificada em um hospital de referência da Região Norte, região com alto índice de queimadas, a enfermeira Pamela Plitz teve como tema da sua dissertação de mestrado o desenvolvimento de um protocolo de cuidados para a equipe de enfermagem que atua com pacientes queimados. Sua motivação se deu durante sua atuação profissional, quando se deparou com a falta de padronização de cuidados a vítimas de queimadura, bem como falta de capacitação da equipe para atuar frente a esta condição específica. O protocolo de cuidados, além de seguir um rigoroso delineamento metodológico para sua construção, também é baseado em evidências”, disse a professora Luciana kalinke, orientadora do estudo.

Alunas do metrado defendem suas pesquisas em Enfermagem 

Segundo Luciana, a equipe de Enfermagem terá disponível uma excelente ferramenta que poderá auxiliar tanto na capacitação da equipe de enfermagem, que irá atuar com o paciente queimado, quanto ao paciente, que poderá receber o cuidado com base nas melhores evidências científicas disponíveis para seu cuidado.

Representando o Cofen, o gestor e fiscal do Mestrado Cofen/Capes, Neyson Freire, destacou que os produtos das pesquisas das enfermeiras Renata Luz e Pâmela Costa demonstram a geração de conhecimento a partir da prática. “O objetivo do Cofen, ao instituir a modalidade de mestrado fora de sede, é apoiar a descentralização da pesquisa e do conhecimento. Esses trabalhos demonstram a importância de fomentar pesquisa para fortalecer as práticas de Enfermagem também fora dos grandes centros urbanos”, enfatizou.

O primeiro-secretário do Coren-RO, Regis George, destacou as produções das enfermeiras mostram que o mestrado profissional Cofen/Capes tem potencial para fortalecer a produção voltada ao aperfeiçoamento da assistência, das relações entre profissionais e pacientes. Regis parabenizou as alunas e as UFPR pela realização das pesquisas em Rondônia.

Confira os resumos dos estudos:

Título: TECNOLOGIA PARA ORIENTAÇÃO DE FAMILIAR/CUIDADOR DE CRIANÇAS SUBMETIDAS A PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS

Autora: enfermeira RENATA RODRIGUES DA LUZ

Resumo: Trata-se do desenvolvimento de tecnologia, que tem como finalidade orientar familiar e cuidadores de crianças submetidas a procedimentos cirúrgicos. O objetivo da pesquisa foi desenvolver uma tecnologia audiovisual para orientação pré e pós-operatória para familiar/cuidador de crianças submetidas a procedimentos cirúrgicos. Como método, optou-se pela pesquisa metodológica aplicada de produção tecnológica, desenvolvida em três fases e oito etapas. A primeira fase – pré-produção que incluiu a etapa 1, denominada exploratória, definiram-se o objetivo da tecnologia a ser desenvolvida, o tipo da tecnologia (vídeos em animação 2D), a elaboração do roteiro para produção dos vídeos, fundamentado na literatura científica. A segunda fase – produção, incluiu a etapa 2, referente à validação do conteúdo do roteiro por um grupo de juízes (enfermeiros, cirurgiões e anestesiologistas); a etapa 3, em que se elaborou o Storyboard; a etapa 4, correspondente à seleção de imagens e animação; a etapa 5, em que ocorreu a gravação das narrações; a etapa 6, realizada a edição dos vídeos. Na terceira fase – pós-produção, incluíram-se as etapas 7 e 8, nas quais realizaram-se as avaliações dos vídeos, pelo grupo de juízes e público-alvo. Como resultado, obtiveram-se quatro vídeo em animação 2D denominados: Conhecendo o Centro Cirúrgico; Cirurgias e Anestesia; Cuidados com a Criança antes da Cirurgia; Cuidados com a Criança depois da Cirurgia. A tecnologia desenvolvida se caracteriza como processo inovador para orientar familiar/cuidador quanto à importância dos cuidados pré e pós-operatório de cirurgias pediátricas. Promove a integração e a participação do familiar/cuidador no processo de cuidado do paciente cirúrgico pediátrico. Otimiza o processo de educação em saúde realizado por enfermeiros de Centro Cirúrgico e tem potencial para influenciar positivamente na redução de complicações nos períodos peri e pós-operatório e, consequentemente, no período de internação e nos custos para o sistema de saúde. De abrangência local, pode ser replicável para outros cenários, outras populações cirúrgicas ou especialidades.

 

Título: PROTOCOLO DE CUIDADOS DE ENFERMAGEM A VÍTIMAS DE QUEIMADURA

Autora: enfermeira PÂMELA CRISTINE PILTZ COSTA

 

Resumo: Este estudo apresenta o desenvolvimento de um protocolo de cuidados de enfermagem voltado a pacientes adultos vítimas de queimadura, em hospital de referência no Norte do Brasil. Teve como objetivo desenvolver um protocolo de cuidados de enfermagem voltado a pacientes adultos vítimas de queimadura. Trata-se de pesquisa metodológica de produção tecnológica assistencial, realizada em três etapas: 1. diagnóstico situacional para estabelecer a estrutura conceitual e definir os objetivos do protocolo e revisão de literatura pertinentes ao tema proposto; 2. construção do instrumento; 3. validação de conteúdo por especialistas, utilizando-se do instrumento de validação baseado no Appraisal of Guidelines for Research & Evaluation II (AGREE II), e análise de aplicabilidade. Como resultado, o protocolo de cuidados de enfermagem a vítimas de queimaduras foi organizado em forma de recomendações apresentadas em seis capítulos, que aborda os seguintes temas: admissão dos pacientes na unidade; controle da dor; processo de cicatrização; cuidados com a ferida; prevenção de infecções; e reabilitação e orientações para alta hospitalar. A validação de conteúdo foi realizada com IVC máximo em 19 itens do instrumento de validação. Conclui-se que, com o protocolo de cuidados, por meio do uso deste, será possível sistematizar o cuidado, possibilitando avaliação clínica, orientando as ações necessárias, fortalecendo a prática clínica, evitando possíveis riscos e erros. A tecnologia desenvolvida possui capacidade de cumprir o propósito de auxiliar a equipe de enfermagem na identificação dos cuidados de enfermagem necessários para o paciente vítima de queimadura, traçando estratégias e reordenando a execução da assistência de enfermagem, proporcionando maior segurança aos pacientes e caracterizando-se como novo método para educação em saúde, sendo possível a replicabilidade.

 

Fonte: Ascom - Cofen