22/03/2019

Fórum dos Conselhos Federais da Saúde debate graduação a distância

O encontro reuniu, na sede do Cofen, os conselhos federais de Enfermagem, Nutrição, Serviço Social, Odontologia, Medicina Veterinária e Fisioterapia

Encontro reuniu membros da comissão, dentre eles as colaboradoras do Cofen Orlene Veloso e Ivoni Martini

O Cofen recebeu esta semana, nos dias 20 e 21, a reunião do Fórum dos Conselhos Federais da Área da Saúde (FCFAS). A comissão de educação do FCFAS debateu estratégias para combater o crescimento indiscriminado dos cursos de graduação na área da Saúde lecionados na modalidade EaD.

O encontro reuniu os conselhos federais de Enfermagem, Biologia, Biomedicina, Educação Física, Farmácia, Fisioterapia e Terapia Ocupacional, Fonoaudiologia, Medicina Veterinária, Nutrição, Odontologia e Radiologia.

A principal preocupação da comissão é com os prejuízos que o ensino a distância pode causar à Saúde da população que receberá atendimento de profissionais desqualificados.

“Esta comissão de educação é parte de grande importância no fórum dos conselhos federais da Área de Saúde. A união de todos os conselhos tem como objetivo a excelência do cuidar e a proteção não só da sociedade, mas dos profissionais de Saúde”, afirmou Ivone Martini, que é colaboradora do Cofen e coordenadora do FCFAS.

Estudo apresentado pela coordenadora da comissão de educação, Zilamar Costa, revela dados alarmantes: nos últimos dois anos 913 mil vagas foram autorizadas em 11 profissões da Saúde na modalidade EaD. Esse número representa crescimento de 232,5%. O levantamento retrata, ainda, que em algumas profissões como a Biomedicina o aumento ultrapassa 6.000%. Em Farmácia os dados são ainda mais assustadores, existem polos EaD até fora do país.

“Estamos realizando um planejamento estratégico de modo a analisar todos os fatores que determinam uma má formação na área da Saúde. Analisaremos vários aspectos da formação como atividades desenvolvidas nos estágios, obediência às diretrizes curriculares, avaliação dos cursos e alinhamento com os instrumentos de avaliação. Os aspectos discutidos no fórum serão objeto de estudos para elaboração de relatório, que buscará soluções para melhoria da qualidade do ensino superior”, disse Zilmar.

Encontro reuniu conselhos de Enfermagem, Nutrição, Serviço Social, Odontologia, Medicina Veterinária e Fisioterapia

Os membros do FCFAS se comprometeram com a realização de um relatório com todas as divulgações de graduações EaD na Saúde, veiculadas na internet, em panfletos e em depoimentos de graduandos, entre outras informações que denunciem irregularidades.

O grupo definiu a realização de um seminário que acontecerá em setembro, em Brasília, para discutir e atualizar o Termo de Cooperação Técnica (TCT) entre os Conselhos Profissionais da Área da Saúde e o Ministério da Educação (MEC). Esse termo, que completa uma década este ano, estabelece o papel dos conselhos, em caráter consultivo, no processo de avaliação dos cursos de graduação e de instituições de ensino superior da área da Saúde.

O seminário prevê a participação de representantes do MEC, do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) e da Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior (Seres).

A articulação do FCFAS também caminha junto ao Conselho Nacional de Educação (CNE) para verificar a possibilidade de os Conselhos ofertarem cursos de especialização aos profissionais das respectivas categorias. A proposta do diálogo é no intuito de gerar resolução específica para credenciamento dos conselhos e definição de critérios.

Fonte: Ascom - Cofen