25/04/2019

Mandetta é contra ensino a distância na Enfermagem

Ministro da Saúde reforça sua posição contrária ao EaD em lançamento da campanha global Nursing Now

“Espero poder influenciar no debate da Câmara dos Deputados”, afirmou Mandetta sobre o EaD na Enfermagem

“Reafirmo meu posicionamento contrário ao Ensino a Distância em Enfermagem”, afirmou o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, durante lançamento da campanha Nursing Now Brasil, realizada nesta quarta-feira (24), em Brasília.

Mandetta também se comprometeu em apoiar todas as ações do Nursing Now Brasil. Dentre as metas do programa no Brasil estão o investimento no fortalecimento d

a educação, o desenvolvimento dos profissionais de Enfermagem com foco na liderança e a disseminação de práticas de Enfermagem efetivas e inovadoras com base em evidências científicas.

O ministro não deixou de saudar sua irmã presente no evento, a enfermeira Mírian Mandetta que, segundo ele, foi sua professora. Para Mandetta, já passou da hora do

setor saúde se valorizar. “As divisões que assisti no decorrer da minha vida só interessam àqueles que querem fragmentar a força da saúde”. Para ele, um programa como o Nursing Now, que chegou ao Brasil pelo Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) e pelo Centro Colaborador da OPAS/OMS para o desenvolvimento da Pesquisa em Enfermagem, vinculado à Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da USP, deve ser um exemplo para todas as outras profissões.

Fonte: Ascom - Cofen