03/10/2022

Pernambuco recebe 1° Encontro de Enfermagem Intercultural

Evento discutiu assistência a pessoas em situações de vulnerabilidade na saúde intercultural

Participantes construíram teia humana entrelaçada, representando a união através do respeito

O Conselho Regional de Enfermagem de Pernambuco (Cofen-PE) realizou, na última quarta-feira (28/9), na cidade de Caruaru, o 1° Encontro Pernambucano de Enfermagem Intercultural e Atenção às Populações em Situação de Vulnerabilidade, que teve “Interculturalidade, diversidade, equidade e cuidado: ressignificando a práxis da Enfermagem” como tema.

O encontro promoveu amplo diálogo sobre a assistência de pessoas em situações de vulnerabilidade, com foco na assistência LGBTQIA+, raça negra, idosos em condições carcerárias, povos indígenas, mulheres da Enfermagem como mantenedoras de seus lares e igualdade dos direitos constitucionais, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). 

Paulo Murilo representou o Cofen na mesa de abertura do evento

Representando o Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) na mesa de abertura, o coordenador da Comissão Nacional de Enfermagem em Saúde Intercultural (Conenfsi), Paulo Murilo, ressaltou a importância do evento, onde foi apresentado o protocolo pernambucano de atenção primária a pessoas LGBTQIA+ em vulnerabilidade. “O encontro abre um leque de expectativas para que a Enfermagem possa prestar melhor assistência a esses povos em vulnerabilidade. É de extrema relevância dentro do cenário de discussão em que esses elos estão sendo firmados”, afirma. 

O evento contou, ainda, com apresentação cultural do grupo local de cadeirantes “Banda Pife da Inclusão” da Associação de Pessoas com Deficiência de Caruaru (Apodec). Ao final, os participantes construíram uma teia humana entrelaçada, dinâmica criada para gerar reflexão sobre igualdade. “Todos estamos interligados, somos iguais, porém, diferentes e o respeito nos une”, concluiu Paulo Murilo.

 

Fonte: Ascom - Cofen