11/10/2018

Seminário debate mortalidade materna e descriminalização do aborto

Evento, realizado pelo Cofen, com apoio Coren-SC, acontecerá em Florianópolis nesta quarta-feira (17/10)

O Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) convida os profissionais a participarem do Seminário “Descriminalização do Aborto, (In) equidades Raciais e Saúde Reprodutiva: uma discussão necessária no campo da Enfermagem”. Realizado na quarta-feira (17/10), durante a 506ª ROP, em Florianópolis, o evento reúne especialistas, conselheiros, presidentes de Conselhos de Enfermagem e Câmaras Técnicas de Saúde da Mulher.

“Nosso objetivo é aprofundar o debate, sob uma perspectiva da Saúde Coletiva, subsidiando reflexões do Sistema Cofen/Conselhos Regionais”, explica a conselheira federal Maria Luísa Almeida.

Globalmente, mais de 25 milhões de abortos inseguros (45% do total) ocorrem anualmente, segundo estudo da Organização Mundial da Saúde (OMS). A maioria é realizada em países em desenvolvimento da África, Ásia e América Latina.

No Brasil, distribuição dos riscos de mortalidade materna em consequência de complicações decorrente do aborto revela forte desigualdade regionais e sociais. Na região Norte, o risco de mortalidade em consequência de gravidez que termina em aborto é 1,6 vezes maior do que na região Sudeste. Esse risco para mulheres negras, analfabetas ou semianalfabetas é 2,5 vezes maior do que para mulheres brancas.

Confira a programação completa. A participação é gratuita e aberta ao público, mediante inscrição pelo email: eventos@cofen.gov.br

Serviço

  • Local: Auditório do CRCSC
    Avenida Osvaldo Rodrigues Cabral, 900 (entrada pela rua Almirante Lamego) – Centro – Florianópolis
  • Horário: 14h a 18h

Fonte: Ascom - Cofen