26/07/2018

6º Conaten debate índice de desemprego dos profissionais de nível médio

A programação do 6º Conaten conta com palestras, mesas de debates e oficinas sobre imunização, lesões por pressão, atuação da Enfermagem nas políticas de saúde, entre outros

Presidente do Coren-SP ministrou palestra para os profissionais no 6º Conaten

A abertura oficial do 6º Conaten – Congresso Nacional dos Técnicos e Auxiliares de Enfermagem foi realizada na manhã do dia 23 de julho, no Centro de Convenções Rebouças, na capital paulista.

Organizado pela Associação Nacional dos Técnicos e Auxiliares de Enfermagem (Anaten), o congresso é um espaço de discussões e aprendizado de interesse dos profissionais de nível médio. A mesa de abertura foi composta pelas seguintes autoridades: a presidente do Coren-SP, Renata Pietro, o presidente da Anaten, Tonny Costa, o coordenador-geral do evento, Jefferson Caproni, a representante do Cofen, Rita Chamma, o representante da Comissão Nacional dos Técnicos e Auxiliares de Enfermagem do Cofen, Paulo Murilo de Paiva, e o presidente da Associação dos Servidores do Hospital das Clínicas de São Paulo, Osnir Pereira.

A presidente do coren valorizou a participação dos profissionais na assistência. “Trabalho em UTI e sei que ninguém faz Enfermagem sozinho. A equipe é composta também pelo técnico e pelo auxiliar, pois sozinho, o enfermeiro não consegue desenvolver seu trabalho”, disse.

Um dos temas tratados na mesa foi o atual índice de desemprego dos profissionais de nível médio. “Temos 8% de profissionais desempregados e precisamos definir estratégias para inserir esses profissionais no mercado de trabalho”, disse Jefferson Caproni.

Tonny Costa se mostrou satisfeito com a grande presença de profissionais de Enfermagem do Brasil inteiro. “Ver esse plenário lotado mostra o desejo dos profissionais em ver a Enfermagem transformada”, disse.

Além da abertura oficial, a parte da manhã teve duas palestras. A enfermeira Cleide Mazuela, membro da Câmara Técnica de Legislação e Normas do Cofen, falou sobre o tema “Especialização: ferramenta para o desenvolvimento técnico e científico e a Resolução  Cofen 418/2011”. Cleide detalhou aspectos da resolução que regulamenta a especialização dos profissionais de nível médio, e que empodera os técnicos de Enfermagem, porém, nem todos a conhecem. “O mercado de trabalho está cada vez mais competitivo e a especialização é a ferramenta ideal para que os técnicos se destaquem nesse mercado”, enfatizou.

A segunda palestra do evento foi “Um novo rumo para a identidade profissional dos profissionais de Enfermagem”, ministrada pela presidente do coren. Renata traçou um panorama de identidade profissional dos trabalhadores de Enfermagem e como essa imagem foi construída historicamente perante a sociedade. Em seguida, detalhou as características e competências que se espera do profissional de Enfermagem atualmente. “Temos que trabalhar pelo menos cinco grandes competências: cuidado centrado no paciente; interdisciplinaridade; prática baseada em evidências; melhoria da qualidade do atendimento e tecnologia da informação”, disse.

A programação do 6º CONATEN continua até quinta-feira (26/7), com palestras, mesas de debates e oficinas sobre temas como imunização, lesões por pressão, atuação da Enfermagem nas políticas de saúde, entre outros.

 

 

Fonte: Coren-SP