26/08/2022

Ação fiscalizatória constata superlotação em pronto-socorro em Rio Branco

Coren-AC constatou 73 pacientes sob os cuidados de apenas sete técnicos de Enfermagem

Visita ocorreu no Hospital Geral das Clínicas de Rio Branco

O Conselho Regional de Enfermagem do Acre (Coren-AC) participou, nesta quinta-feira (25/8), de ação conjunta de fiscalização no Hospital Geral das Clínicas de Rio Branco. A equipe do Coren-AC registrou más condições de atendimento e trabalho nas enfermarias cirúrgicas, e constatou superlotação no pronto-socorro de Rio Branco.

A visita contabilizou 73 pacientes sob os cuidados de apenas sete técnicos de Enfermagem, número insuficiente para garantir condições mínimas de assistência. Existe no local uma alta demanda de pacientes cirúrgicos do trauma, em sua maioria com necessidade de utilização de fixador externo e de mais horas de atenção da enfermaria, demandando cuidados como banho no leito, medicação e curativo de grande porte.

Hospital possui alta demanda de pacientes cirúrgicos

A ação fiscalizatória foi conduzida pelo conselheiro Lourenço Vasconcelos e pela coordenadora de fiscalização regional Ravena Ferreira, acompanhados pelo Sindicato dos Técnicos e Auxiliares de Enfermagem do Acre (SPATE).

Segue em andamento uma ação civil pública contra o governo estadual local para exigir um número mínimo apropriado de profissionais de Enfermagem em serviço. O Coren-AC produzirá um relatório que será anexado aos autos após a ação desta quinta-feira.

Dimensionamento – Atualmente tramita na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei 2242/2021, que obriga o dimensionamento adequado de equipes de Enfermagem nas instituições de saúde públicas ou privadas. Os serviços de Saúde já são sujeitos à fiscalização dos Conselhos de Enfermagem, mas a efetiva adequação de pessoal pelos gestores muitas vezes exige judicialização dos conselhos.

 

Fonte: Ascom - Cofen