01/12/2020

Cofen e OPAS destacam 16 experiências inovadoras em Enfermagem no SUS

Todas as regiões estão representadas com pelo menos uma experiência inovadora. Sul teve destaque

O Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) e a Organização Pan-Americana da Saúde no Brasil (OPAS) reconhecem como inovadoras  16 experiências desenvolvidas por trabalhadores da Enfermagem no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). As práticas foram selecionadas pelo Laboratório de Inovação em Enfermagem, ferramenta de cooperação técnica desenvolvida pelo organismo internacional há uma década no país, que analisou 329 relatos de experiências provenientes de todo o país. As experiência se destacaram pela inovação, êxito e relevância para a Enfermagem e para o SUS.

Os trabalhos selecionados apresentam resultados concretos aos desafios dos serviços de saúde e trazem como soluções estratégias inovadoras para os territórios, como a ampliação do escopo de práticas da enfermagem na Atenção Primária à Saúde e na assistência hospitalar, incentivo ao protagonismo dos profissionais no cuidado e na segurança do usuário e incorporação da tecnologia de informação no cotidiano dos serviços. A cerimônia de reconhecimento às práticas selecionadas ocorrerá no dia 9 de dezembro, às 15h30, com transmissão ao vivo no Portal da Inovação na Gestão do SUS (www.inovacaoemsaude) e no canal do youtube do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen).

Para a coordenadora da unidade técnica de Capacidades Humanas em Saúde e de Sistemas e Serviços em Saúde da OPAS Brasil, Mônica Padilla, a iniciativa mostrou a potência da enfermagem para a expansão do acesso e melhoria da qualidade do cuidado ofertado no SUS. “Vimos diversidade nas atividades, competência  e  comprometimento dos profissionais da enfermagem para fazer valer o direito à saúde com excelência,  qualidade e equidade no sistema de saúde. Vimos também que os desafios são complexos, porém as próprias soluções estão ocorrendo no dia a dia dos serviços. O Laboratório de Inovação permitiu analisar o cenário e recolher propostas para o fortalecimento da categoria e do seu papel na execução de uma política de Estado universal”.

Para o presidente do Cofen, Manoel Neri, conhecer os serviços inovadores que já são ofertados na atenção básica fortalece a discussão e implementação das práticas avançadas de Enfermagem.  “É fundamental conhecer e mapear o que já está sendo feito com eficácia, especialmente em um momento crítico como o que enfrentamos, que evidencia a importância da Enfermagem para o alcance, eficicência e resolutividade dos serviços de Saúde”, afirma Neri.

Todas as regiões do país estão representadas com pelo menos uma experiência inovadora, sendo a Região Sul com o maior número de práticas laureadas (nove), seguida pelo Sudeste (três), Centro-Oeste (duas), Norte (1) e Nordeste (1). Os municípios que implementaram os protocolos clínicos de enfermagem no primeiro nível de atenção do SUS se destacaram no Laboratório de Inovação devido aos resultados significativos no cuidado da população. A categoria, formada por enfermeiros, técnicos e auxiliares, é responsável por 53% da força de trabalho em saúde no Brasil, o que demonstra a sua  relevância para a sustentabilidade do sistema de saúde universal.

Laboratório de Inovação

Lançado em setembro de 2019, pelo Cofen e Organização Pan-Americana da Saúde no Brasil (OPAS), o Laboratório de Inovação em Enfermagem recebeu 329 inscrições, distribuídas em dois eixos temáticos, ampliação do escopo de práticas e valorização da enfermagem. As atividades do Laboratório de Inovação incentivaram o  intercâmbio de conhecimentos entre os participantes. Em março, 39 representantes de experiências participaram de um encontro em Brasília, que selecionou 24 práticas para a terceira etapa. Durante o mês de outubro, a comissão avaliadora visitou todas as experiências finalistas.

Os critérios observados pelos avaliadores do Laboratório de Inovação foram o caráter inovador, a sustentabilidade, a replicabilidade no SUS, a institucionalidade e a coerência da proposta relatada com o objetivo da intervenção, conforme previsto no edital. Cada experiência foi analisada por dois especialistas e na discordância de resultado, a comissão encaminhou a avaliação para  um terceiro examinador.

Os avaliadores do Laboratório de Inovação foram indicados pelo Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Saúde (Conass), pelo Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), pela Associação Brasileira de Enfermagem (Aben), pelos Ministérios da Saúde (por meio da Secretaria de Atenção Primária à Saúde e da Secretaria de Gestão do  Trabalho e da Educação na Saúde) e da Educação (com representantes da Secretaria do Ensino Superior), e pela OPAS e Cofen.

Título da experiência Tema Estado Município
A atuação da Enfermeira de Ligação no Modelo CHC/UFPR de gestão de altas Ampliação do escopo de práticas Paraná Curitiba
A Inserção da Cultura de Segurança na Assistência de Enfermagem Pediátrica Ortopédica Valorização da Enfermagem Rio de Janeiro Rio de Janeiro
Ampliação do acesso a partir da inserção de DIU por enfermeiros na APS de Florianópolis. Ampliação do escopo de práticas Santa Catarina Florianópolis
Apoio Matricial de Enfermagem no cuidado à pessoa com ferida: inovando e fortalecendo o Sistema Único de Saúde Ampliação do escopo de práticas Santa Catarina Florianópolis
Atenção Primária à Saúde Abrangente: Ampliando acesso para uma enfermagem forte e resolutiva. Ampliação do escopo de práticas Santa Catarina Florianópolis
AVALIA TIS Valorização da Enfermagem Paraná Curitiba
Circuito Eu Sou SUS – Pré-Natal: Uma estratégia para fortalecer a adesão ao pré-natal Ampliação do escopo de práticas Alagoas Atalaia
Fábrica de Cuidados: uma tecnologia social para construção de modelos de cuidar em saúde Valorização da Enfermagem Rio de Janeiro Rio de Janeiro
Guia de enfermagem na atenção primária à saúde Valorização da Enfermagem Distrito Federal Brasília
Implantação da técnica de Recuperação Intraoperatória de Sangue em serviço público de atendimento ao trauma Ampliação do escopo de práticas Ceará Fortaleza
Implantação de Protocolos de Enfermagem para ampliação do acesso na Atenção Primária à Saúde em Santa Catarina. Ampliação do escopo de práticas Santa Catarina Florianópolis
Manual de orientações para o preparo e administração de medicamentos injetáveis: pacientes adultos e pediátricos Valorização da Enfermagem Distrito Federal Brasília
Mudando a forma de nascer no Estado o do Amazonas: implantação do parto na água no CPNI da Maternidade Estadual Balbina Mestrinho Ampliação do escopo de práticas Amazonas Manaus
O enfrentamento da sífilis a partir da ampliação da clínica do enfermeiro em Florianópolis-SC. Ampliação do escopo de práticas Santa Catarina Florianópolis
O papel dos Protocolos de Enfermagem no município de Jaraguá do Sul (SC) como modificador no cenário da Atenção Primária em Saúde. Ampliação do escopo de práticas Santa Catarina Jaraguá do Sul
Teleconsultorias para enfermeiras(os): ferramenta de suporte à prática clínica na Atenção Primária à Saúde Valorização da Enfermagem Rio Grande do Sul Porto Alegre

Fonte: OPAS e Cofen