12/02/2020

Fiscalização integrada percorre 21 municípios de Rondônia

Sob ameaças e com escolta policial, ação vai fiscalizar 29 instituições

O Conselho Regional de Enfermagem de Rondônia (Coren-RO) realiza, nesta semana, operação integrada de fiscalização que vai percorrer 21 municípios do interior do estado. A ação teve início na manhã de domingo (9/2), com participação de toda a equipe de fiscalização do regional e do Coren-AC, parceiro da iniciativa. Resultados parciais serão apresentados pelo Coren-RO no final do dia. Sob ameaça, os fiscais viajam em grupo, com escolta policial, na cidade de Machadinho do Oeste e região.

A equipe composta por seis fiscais e três conselheiros já percorreu os municípios de Cerejeiras, Corumbiara, Cabixi, Presidente Médici, Cujubim, Machadinho do Oeste, Vale do Anari e Theobroma, realizando oito inspeções hospitalares e duas instituições de ensino. As principais irregularidades encontradas foram exercício ilegal, com técnicos de Enfermagem executando atividades que ultrapassam o limite de competência legal, inexistência de enfermeiro, subdimensionamento profissional, ausência de anotação de responsabilidade técnica. Foram encontradas, ainda, medicações vencidas.

Está prevista a fiscalização de 29 instituições, incluindo 23 unidades hospitalares, 1 serviço especializado e 5 polos de ensino, onde os fiscais vão averiguar denúncias, recebidas pelo Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), de oferta clandestina de graduação na modalidade EaD.

“Nosso objetivo é assegurar condições adequadas de assistência de Enfermagem em todo o estado, averiguando denúncias e buscando sanar irregularidades. Nenhum município, por menor que seja, está imune à fiscalização do Coren”, afirma a presidente do Coren-RO, Silvia Neri.

Atuam em Rondônia 17.417 profissionais de Enfermagem, incluindo 4.172 enfermeiros, 10.468 técnicos, 2.776 auxiliares e uma obstetriz.

 

Fonte: Ascom - Cofen