01/07/2022

Levantamento evidencia violência contra profissionais de Enfermagem no DF

834 trabalhadores responderam ao questionário feito pelo Coren-DF

834 trabalhadores responderam ao questionário

Diante dos recentes casos de violência contra trabalhadores da saúde no Distrito Federal, o Conselho Regional de Enfermagem do Distrito Federal (Coren-DF) decidiu fazer um levantamento entre a categoria para saber a real dimensão do problema. Em apenas 10 dias, 834 trabalhadores responderam ao questionário e o resultado é estarrecedor: 144 profissionais indicaram que já foram agredidos fisicamente e 690, verbalmente.

O levantamento foi feito por meio de um formulário eletrônico, com quatro perguntas simples: Qual a sua formação? Em que setor você trabalha? Que tipo de agressão você sofreu, física ou verbal? Quais agressões foram cometidas contra você (humilhação, xingamento, ameaça, empurrão, tapa, chute, soco, etc)?

“Os números são chocantes. Isso tudo é reflexo da falta de segurança e da falta de providências das autoridades diante dos problemas que estamos enfrentando. Não podemos continuar dessa forma, o governo precisa investir em segurança, monitoramento e medidas preventivas, além de reforçar as equipes para garantir o atendimento à população. A Enfermagem não pode continuar exposta à violência”, considera o presidente do Coren-DF, Elissandro Noronha.

De acordo com o levantamento, 644 profissionais de enfermagem já sofreram humilhação, 589 foram xingados, 488 foram ameaçados, 85 foram empurrados, 40 levaram tapa, 26 levaram soco, 9 puxão de cabelo e 135 sofreram outros tipos de agressão. Veja os resultados completos do levantamento:

Quem respondeu à pesquisa
51,6% Técnicas(os) em Enfermagem (430)
45,8% Enfermeiras(os) (382)
0,6% Auxiliares em Enfermagem (05)
0,5% Residentes (04)
1,5% Outras(os) (13)

Em que setor trabalha
51,4% Público (428)
43,8% Privado (365)
4,8% Outro (40)

Que tipo de agressão sofreu
82,7% Verbal (690)
15,7% Verbal e física (131)
1,6% Física (13)

Quais agressões foram cometidas (podia marcar mais de uma)
77,2% Humilhação (644)
70,6% Xingamento (589)
58,5% Ameaça (488)
10,2% Empurrão (85)
4,8% Tapa (40)
4,6% Chute (38)
3,1% Soco (26)
1,1% Puxão de cabelo (9)
16,2% Outro tipo de agressão (135)

Leia a matéria completa no portal do Coren-DF.

Fonte: Coren-DF