13/02/2020

Programa Nacional de Qualidade da Enfermagem é apresentado no ES

Lançamento despertou interesse de profissionais e representantes de instituições capixabas

A apresentação, organizada pelo Coren-ES, foi feita pelo coordenador nacional do PNQ, Cláudio Porto

Uma iniciativa inédita, que certifica não só as instituições de saúde e de ensino, mas também os profissionais de enfermagem e professores enfermeiros, individualmente. Esse é o Programa Nacional da Qualidade (PNQ) do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), lançado nessa sexta-feira (7), em Vitória.

A apresentação, organizada pelo Coren-ES, foi feita pelo coordenador nacional do PNQ, Cláudio Porto, no auditório do Conselho Regional de Administração (CRA-ES). Participaram profissionais de enfermagem, representantes de hospitais, de instituições de ensino e do Sindicato dos Enfermeiros.

O objetivo do programa é reconhecer e valorizar as boas práticas no exercício profissional promovido por enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem por meio de indicadores de Gestão de Qualidade, Gestão de Risco e Gestão de Segurança do Paciente. O selo de qualidade do Cofen é entregue após a certificação dos profissionais de enfermagem.

Para a presidente do Coren-ES, Andressa Barcellos, o programa reconhece o protagonismo da Enfermagem e contribui para o empoderamento da maior categoria profissional da Saúde. “Nós fazemos uma assistência de excelência e temos um importante papel político-social. Acredito que o PNQ trará mais visibilidade e será um instrumento de valorização da Enfermagem”, disse Andressa.

E o avanço da Enfermagem também foi destacado pelo coordenador do programa. “Quando uma profissão se empodera daquilo que pode fazer, muda a realidade, transforma situações em exemplos incríveis”. Cláudio Porto ainda chamou a atenção para as mudanças que vêm ocorrendo na sociedade e no mundo do trabalho e disse que a formação precisa ser repensada para preparar melhor os profissionais de enfermagem.

Após solicitar o selo de qualidade, as instituições e serviços são avaliados em seis dimensões: Ações gerenciais sistêmicas; Estrutura organizacional; Aspectos operacionais; Infraestrutura; Gestão de pessoas e Responsabilidade social.

O programa despertou interesse nos profissionais e representantes presentes. Foi o caso da gerente de Qualidade dos hospitais Dr. Jayme Santos Neves, na Serra, e Evangélico de Vila Velha, Tatiana Furtado, que pretende requerer o selo de qualificação do Cofen. A professora de Enfermagem da Multivix, Mariana Araújo, também levará a sugestão para a faculdade.

Todo o processo é gratuito. Ou seja, não há nenhuma cobrança financeira para profissionais ou instituições. O selo de qualidade tem validade de três anos e é revisado após um ano e meio.

Para finalizar, o coordenador da PNQ disse que esse processo de reconhecimento e valorização individual compõe, ainda, o que vem sendo desenvolvido no mundo pela campanha Nursing Now, que é promovida, aqui no Brasil, pelo Sistema Cofen/Conselhos Regionais de Enfermagem, e foi lançada pelo Coren-ES em novembro de 2019, na Assembleia Legislativa, em Vitória.

Fonte: Coren-ES