24/05/2022

Comitê Gestor de Crise do Cofen discute avanço da varíola de macaco

O Comitê irá monitorar a evolução epidemiológica junto aos órgãos sanitários nacionais e internacionais

Encontro aconteceu na sede do Cofen, em Brasília

Na tarde desta terça-feira (24), membros do Comitê Gestor de Crise (CGC), sob a coordenação do enfermeiro Eduardo Fernando de Souza, se reuniram, na sede do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), para análise situacional diante do “Alerta Epidemiológico: Varíola dos macacos em países não endémicos”.

Em vista da ocorrência de casos de varíola de macaco em alguns países dentro e fora da região das Américas, o Comitê do Cofen irá monitorar a evolução epidemiológica junto aos órgãos sanitários nacionais e internacionais, além de colaborar com a elaboração de Boletins Informativos para orientação aos profissionais de Enfermagem sobre transmissão, definição de caso, notificação, investigação, identificação e acompanhamento de contatos, prevenção e controle de infecções.

“O Comitê Gestor de Crise do Cofen é composto por profissionais de diversas áreas da Enfermagem que possuem experiência na gestão e na assistência de Emergências de Saúde Pública de Interesse Nacional e Internacional”, afirma Betânia Santos, presidente do Cofen.

Segundo o coordenador do CGC, Eduardo Fernando, o objetivo é acompanhar, monitorar e tomar decisões técnicas e legislativas a todo evento adverso que possa comprometer a saúde dos profissionais e da sociedade.

Comitê Gestor de Crise – Desde que foi criado, em 12 de março de 2020, por meio da Portaria Cofen nº 251/2020, o CGC vem atuando no âmbito do Sistema Cofen/Conselhos Regionais de Enfermagem com o objetivo de gerenciar não só questões inerentes às crises relacionadas à pandemia de covid-19, como também contribuir com as emergências de Saúde Pública.

Fonte: Ascom - Cofen