05/05/2016

Enfermeiros atuarão como voluntários nos Jogos Olímpicos RIO 2016

Os profissionais de Enfermagem já começaram a receber o treinamento em saúde e receberam curso de inglês

jogos_olimpicosNesta quarta-feira (04/05), Carmen Lupi, representante do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), Bruno Ribeiro e Alessandra Carneiro, enfermeiros responsáveis pelo planejamento de todo Serviço de Enfermagem para os Jogos Olímpicos Rio 2016, e Adriano Valadão, enfermeiro gerente de força de trabalho de saúde do Comitê Organizador dos Jogos se reuniram na sede do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos Rio 2016.

Em discussão com a Carmen, os Enfermeiros Bruno e Alessandra resumiram toda composição do processo de planejamento do Serviço de Enfermagem para os Jogos Olímpicos. Iniciado em 2014, o principal desafio, além da necessidade de revisar toda a legislação nacional para atuação profissional, foi sensibilizar os profissionais de Enfermagem para o voluntariado e identificar o perfil e competência de cada profissional para atuação nos diversos postos de trabalho na ocasião dos Jogos. Conjuntamente com Adriano, diversas ações foram desenvolvidas não só como atrativo para estes profissionais mas também pela valorização da Enfermagem como profissão.

Bruno e Alessandra destacam o êxito junto ao Comitê Olímpico Internacional na discussão sobre a importância da atuação do profissional Enfermeiro: “Conseguimos provar que é imprescindível a presença do Enfermeiro no campo de jogo e, pela primeira vez na edição dos Jogos Olímpicos, haverá profissionais no primeiro atendimento aos atletas, já no campo de jogo, em todas as modalidades dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos. Estes enfermeiros terão a oportunidade de trabalhar com os materiais e equipamentos mais modernos de todo o mundo”.

Adriano ressaltou que os profissionais que atuarão como voluntários nos Jogos usufruem de uma série de benefícios concedidos planejados por ele em conjunto com os consultores, o que chamou de “pacote de benefícios”: “Os profissionais de Enfermagem já começaram a receber o treinamento em saúde, com protocolos internacionalmente conhecidos, receberam curso de inglês e terão a oportunidade de networking com diferentes profissionais que atuam em diversos locais do mundo”.

Carmen Lupi deu ênfase à interdisciplinaridade, ao reconhecimento para com os profissionais de Enfermagem e à importância da inserção destes profissionais no segmento do esporte, além de discutir propostas com todos os presentes acerca do desafio para os profissionais no esporte e o legado de um mercado de trabalho nesta área.

O grupo alinhou a construção de Artigo Científico para a Revista “Enfermagem em Foco” e a apresentação de uma Mesa Redonda no 19º CBCENF, a fim de demonstrar o trabalho realizado antes, durante e depois dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos RIO 2016.

Fonte: Comitê OrganizadorJogos Olímpicos RIO 2016