04/10/2021

Enfermeiros são destaque na América Latina e Brics

Seis colaboradores do Cofen estão dentre os nomes da lista de pesquisadores latino-americanos de maior desempenho publicada recentemente

Foi divulgado esta semana o ranking internacional com os 10 mil pesquisadores de destaque na América Latina nos últimos cinco anos, segundo o “Top 10.000 Scientists – AD Scientific Index 2021”. Cinco profissionais brasileiros ligados ao Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) estão na lista. Um feito que eleva a qualidade da gestão e da assistência prestada por estes profissionais, representantes da Enfermagem e do Cofen, atingindo níveis globais.

AD Scientific Index é um sistema de classificação e análise baseado no desempenho científico e no valor agregado da produtividade científica de cientistas individuais. Entre os parâmetros utilizados por ele para ranquear os cientistas de todas as áreas vinculados às universidades, institutos de pesquisa e grupos científicos, estão o grande número de citações em artigos e revistas científicas nacionais e internacionais, além do volume de buscas nas ferramentas científicas online Google Scholar, Web of Science, Scopus e Publons.

“O ranking mostra o valor e a extensão da contribuição para a literatura científica de cada profissional, um ganho à comunidade científica. Também indica o reconhecimento do trabalho realizado”, explica David Lopes, enfermeiro, professor, pró-reitor e pesquisador da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), que está no ranking e é membro da Comissão de Pós-Graduação Stricto Sensu do Cofen/Capes. “Recebi a notícia sobre o ranking através do reitor . Eu nem sabia, fiquei perplexo de tanta alegria. É uma honra contribuir para a pesquisa da Amazônia e do meu país”.

A enfermeira na área de gestão, fundamentos e práticas da administração, professora e pesquisadora da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Isabel Cunha, que também é coordenadora da Revista Enfermagem em Foco e colaboradora do Cofen, explica que para ela é um novo salto. “Ser lembrada em meio a tanta gente competente é uma enorme felicidade. Sensação de dever cumprido. Isso vem como incentivo para todas as vezes que pensamos em desistir”, afirma.

Cientistas dos Brics e da América Latina – Entre os 10 primeiros lugares no ranking AD Scientific Index dos países da América Latina, nove são de instituições brasileiras. A Universidade de São Paulo (USP) ocupa o topo da lista, com 2.134 pesquisadores, seguida pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), com 572 nomes e pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) com 556 profissionais.

Entre os 10 mil cientistas de países dos Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), o Brasil aparece em segundo lugar, com 3.192 cientistas, atrás somente da China, com 3.908. Em seguida surge a Índia (2.023), a África do Sul (522) e a Rússia (355). No total de participantes são quase 200 países, mais de 11.900 universidades e quase um milhão de acadêmicos.

Nomes do Cofen no AD Scientific Index:

Isabel Cristina Cunha – Professora e Pesquisadora da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) em Enfermagem Hospitalar, Gerência de Serviços de Saúde e Educação. Desenvolve estudos e pesquisas através do Grupo de Estudos e Pesquisa em Administração em Saúde e Gerenciamento em Enfermagem – GEPAG. Coordenadora da Revista Enfermagem em Foco e colaboradora do Cofen.

Isabel Amélia Mendes – Professora e Pesquisadora da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo – Ribeirão Preto (EERP-USP). Colaboradora do Cofen como integrante da Comissão de Pós-Graduação Stricto Sensu e como Coordenadora do Grupo de Trabalho Campanha Nursing Now Brasil.

Mirna Frota Albuquerque – Professora e Pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva e da Graduação em Enfermagem da Universidade de Fortaleza (Unifor). Coordenadora de Pós-Graduação Strictu Sensu do Cofen.

Valéria Lerch Lunardi – Professora e Pesquisadora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (FURG) em Ética na Saúde e Educação em Enfermagem. Membro da Comissão de Pós-Graduação e Strictu Sensu do Cofen.

David Lopes Neto – Professor e Pesquisador no campo da Enfermagem, Epidemiologia, Saúde Coletiva, Gestão em Saúde e Saúde Mental. Docente do Programa de Pós-Graduação Mestrado em Enfermagem UEPA/UFAM e do Programa de Pós-Graduação de Mestrado em Ciências da Saúde – Faculdade de Medicina/UFAM. Pró-Reitor de Ensino de Graduação da Universidade Federal do Amazonas Gestão 2017-2021. Membro da Comissão de Pós-Graduação Stricto Sensu do Cofen/Capes.

José Luiz Guedes dos Santos – Professor, Pesquisador e Líder do Laboratório de Pesquisa, Tecnologia e Inovação em Políticas e Gestão do Cuidado e da Educação em Enfermagem e Saúde (GEPADES) da Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC. Editor Associado da Revista Enfermagem em Foco e colaborador do Cofen.

Fonte: Ascom - Cofen