22/01/2021

Pesquisa analisa lesões na pele ocasionadas pelo uso de EPIs

Profissionais podem participar da pesquisa respondendo um formulário online

A Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo (EEUSP) está realizando a pesquisa “Lesões de pele relacionadas ao uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) por profissionais de saúde”. O estudo busca avaliar quais são os riscos ocupacionais dos profissionais de saúde expostos a covid-19 relacionadas a aplicação de medidas preventivas como o uso de EPI e a higiene das mãos.

O objetivo da pesquisa é descrever a ocorrência autorreferida de Lesão por pressão relacionada a disposto médico (LPRDM) e dermatites nas mãos por uso de medidas e EPIs, bem como caracterizar as respectivas medidas preventivas e de tratamento em profissionais de saúde.

Segundo o estudo, o uso prolongado dos EPI como máscaras, principalmente a N-95/ FFP2, óculos de proteção, protetor facial e gorro é fator que pode acarretar eventos adversos nos profissionais de Saúde.

A pesquisa está sendo coordenada pela Dra. Paula Nogueira da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo (EEUSP). Para participar da pesquisa, acesse o formulário.

Fonte: Ascom - Cofen