19/11/2019

Sergipe recebe II Congresso de Práticas Integrativas e Complementares

CongrePICS teve apoio do Conselho Federal de Enfermagem

Louisa Hubner representou o Cofen na abertura

O Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) participou do II Congresso Nacional de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (CongrePICS), realizado de 14 a 17/11, em Lagarto/SE, com patrocínio do Cofen. Com o tema “Práticas Integrativas e Complementares em Saúde: evidências para um cuidado solidário e integral no SUS”, o evento reforçou a inserção das práticas, que vêm ganhando espaço na rede pública.

“Os enfermeiros estão entre os profissionais que mais se qualificam e conduzem PICs”, afirmou, na mesa de abertura, a  enfermeira Louisa Huber, que ressaltou o apoio do Cofen ao evento e à expansão das PICs. O apoio do Cofen foi reconhecido pelo MOPS (Movimento Popular em Saúde), por meio de sua representante, a enfermeira sergipana Simone Leite.

Cofen foi homenageado na cerimônia de aniversário do MOPS durante o Congrepics em Lagarto-SE

“As PICs atuam de forma eficaz na promoção da Saúde, uma das diretrizes que fundamentam o SUS”, afirmou a conselheira federal Maria Luísa Almeida, que ressaltou também a contribuição das PICs para o uso racional de medicamentos, combatendo a medicalização excessiva. O evento teve, ainda, participação da conselheira federal Rosângela Schneider, e do presidente do Conselho Nacional de Saúde, Fernando Pigatto.

“Solidariedade, democracia e saúde: contribuições das PICS”; “Evidências científicas em PICS”; “Saberes tradicionais brasileiros, espiritualidade e saúde” foram temas de conferências no II CongrePICS,  realizado simultaneamente com o IV Encontro Nordestino de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PICSNE). Carmencita Ignati, da Comissão de PICS do Coren SP, participou da Comissão Científica do Congresso.

Tenda de cuidados ofereceu algumas da PICs aprovadas pelo Ministério da Saúde

A programação incluiu também mesas redondas, apresentação de trabalhos científicos e relatos de experiências. Os participantes puderam experimentar algumas das práticas aprovadas pelo Ministério da Saúde na Tenda de Cuidados. A conselheira Rosângela Schneider focalizou a atividade de dança circular, uma das PICs reconhecidas pelo MS, no espaço do Cofen, onde aconteceram também oficinas de estêncil e cartazes.

Base Legal – As terapias integrativas e complementares, que utilizam técnicas milenares para promoção da Saúde, tratamento e reabilitação, têm respaldo nas Portarias MS 971/2006, que instituiu a PNPIC, e nas portarias 849/2017 e 702/2018, que ampliam o escopo de práticas.

A Resolução Cofen 581/2018 reconhece doze práticas integrativas entre as especialidades dos enfermeiros; e a comissão nacional de PICs — representada no evento pela enfermeira Ana Cristina Sá — avalia uma possível expansão. Ana Cristina participou no sábado (16/11) da mesa-redonda “Desafios e Propostas da Regulamentação da Formação Profissional em PICs”.

 

 

Fonte: Ascom - Cofen